Cultura

Cacilheiro de Joana Vasconcelos regressa ao Tejo

O cacilheiro "Trafaria Praia", transformado em obra de arte pela artista plástica portuguesa Joana Vasconcelos, vai regressar a Lisboa e voltar a navegar no Tejo, prevendo-se que abra a visitas e cruzeiros turísticos a partir do próximo dia 25 de Abr
Versão para impressão
O cacilheiro “Trafaria Praia”, transformado em obra de arte pela artista plástica portuguesa Joana Vasconcelos, vai regressar a Lisboa e voltar a navegar no Tejo, prevendo-se que abra a visitas e cruzeiros turísticos a partir do próximo dia 25 de Abril. 
 
O antigo cacilheiro da Transtejo, que transportou milhares de passageiros, estava desativado desde 2011 e foi renovado por Joana Vasconcelos, convertendo-se num “pavilhão flutuante” que representou Portugal na Bienal de Veneza, em Itália, o ano passado. 
 
Em declarações à Lusa, o presidente da DouroAzul, Mário Ferreira, revelou que a inauguração desta nova fase da vida da embarcação, entretanto adquirida pela sua empresa, está marcada para a tarde de 25 de Abril. No dia seguinte, o “Trafaria Praia” abrirá ao público para visitas e viagens turísticas entre o Terreiro do Paço e a Torre de Belém. 
 
A propósito das expetativas para esta nova aposta da DouroAzul, empresa de cruzeiros fluviais, Mário Ferreira admitiu que se trata de um projeto “invulgar, mas uma experiência muito interessante, desde logo na Bienal de Arte de Veneza”, onde o cacilheiro recebeu a visita de 100 mil pessoas ao longo dos seis meses do certame. 
 
O responsável falou ainda do custo dos bilhetes, informando que o mesmo está ainda a ser avaliado e não confirmando os preços anteriormente anunciados que indicavam que as visitas custariam cinco euros e os cruzeiros estariam disponíveis por 15 euros (por adulto). 
 
Além disso, Mário Ferreira acrescentou que o barco que “renasceu” pela mão de Joana Vasconcelos vai estar aberto e a funcionar todos os dias da semana excepto às segundas-feiras.
 
Após a exposição de Veneza, o “Trafaria Praia” esteve em trânsito no Mar Mediterrâneo durante três meses, uma viagem que demorou mais do que o previsto devido às paragens em portos intermédios forçadas pelo mau tempo. 
 
O cacilheiro chegou a Lisboa em Março e encontra-se, neste momento, num estaleiro naval, onde está a ser realizada a remontagem dos painéis de azulejos retirados durante a viagem por precaução.

Clique AQUI para saber mais sobre o projeto de renovação do “Trafaria Praia” e para ver fotografias do resultado. 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close