Gastronomia

Cachupa pode vir a ser ‘património mundial da culinária’

A cachupa, prato tradicional de Cabo Verde, pode vir a ser considerada património da culinária mundial. Com turistas cada vez mais exigentes e a quererem conhecer e consumir produtos com uma identidade cultural, a cachupa é vista como o prato que mai
Versão para impressão
A cachupa, prato tradicional de Cabo Verde, pode vir a ser considerada património da culinária mundial. Com turistas cada vez mais exigentes e a quererem conhecer e consumir produtos com uma identidade cultural, a cachupa é vista como o prato que mais identifica os cabo-verdianos em qualquer parte do mundo.
 
Citado na edição online desta segunda-feira do jornal 'A Semana', Francisco Sarmento, consultor das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura junto da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), defende que o Governo de Cabo Verde “deve investir” neste prato típico e, como tal, continuar a apostar no cultivo do milho. 
 
O responsável lembra que Cabo Verde está a apostar no setor do turismo e que os turistas, sobretudo os mais jovens, vão querer cada vez mais conhecer e consumir produtos que tragam uma identidade cultural. “A cachupa tem tudo isso. Tem potencialidades para ser considerada um património da culinária mundial”, afirma.
 
A cachupa é o prato da gastronomia que identifica os cabo-verdianos em qualquer parte do mundo, mas há muito que foi adotado em países como Angola, São Tomé e Príncipe e Guiné-Bissau, fazendo cada vez mais parte da ementa dos portugueses, senegaleses e de outros povos que convivem com a diáspora cabo-verdiana.
 
Em Março de 2009, foi quando surgiram, na ilha cabo-verdiana de São Vicente, os primeiros sinais de que Cabo Verde queria valorizar este seu património, com a criação da primeira Confraria da Cachupa de Cabo Verde. A mesma propõe ser uma associação de cariz cultural, cuja principal missão é, precisamente, defender o vasto património gastronómico de Cabo Verde.
 
A cachupa é um prato feito com milho, legumes, banana e muitas variedades de carne, na considerada versão “rica”, enquanto a cachupa “pobre” é feita com peixe.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close