Cultura

Brasil revisita Fernando Pessoa em multimédia

"Fernando Pessoa, plural como o universo" é o nome da exposição interativa apresentada em São Paulo, com o objetivo de divulgar ao público não especializado a diversidade da obra do poeta português Fernando Pessoa ao longo de seus 47 anos de vida (18
Versão para impressão
[Imagem: Retrato de Fernado Pessoa, por Almada Negreiros]

“Fernando Pessoa, plural como o universo” é o nome da exposição interativa apresentada em São Paulo, com o objetivo de divulgar ao público não especializado a diversidade da obra do poeta português Fernando Pessoa ao longo de seus 47 anos de vida (1888-1935).

A mostra, que será exibida no Museu de Língua Portuguesa de São Paulo até o próximo 30 de janeiro, quer ser “uma homenagem aos brasileiros, que estão entre os primeiros que apreciaram Fernando Pessoa”, disse à agência Efe Richard Zenith, um dos responsáveis pela exposição.

A exposição, que procura aproximar a complexidade literária e filosófica de Pessoa de um público que não conhece a sua obra, compreende imagens da Lisboa na qual o poeta viveu, uma cronologia sobre a sua vida, artigos que escreveu para revistas e cópias de cartas ao único amor do escritor de que se tem conhecimento, Ophelia Queiroz.

A múltipla diversidade de Fernado Pessoa, criador de vários heterónimos [entre eles Ricardo Reis, Alberto Caeiro, Álvaro de Campos e Bernardo Soares, entre outros], é celebrada na mostra onde é possível ler e escutar alguns dos seus poemas mais conhecidos.

A exposição foi aberta com um espetáculo que incluiu a declamação de poemas do poeta pelo apresentador brasileiro Jô Soares. No Brasil, para além do espaço que o poeta merece ainda hoje nas Academias e Universidades, o universo musical, pelas vozes de Caetano Veloso e Maria Bethânia, recuperou poemas do autor, que deram lugar a canções bem conhecidas do público.

A obra construída por Fernando Pessoa continua, tanto em Portugal como em muitos outros países, a estimular diferentes públicos, recriando o poeta, nas mais variadas formas.

De assinalar que, desde a sua criação, em 2006, esta é a primeira exposição sobre um autor português organizada pelo Museu da Língua Portuguesa.

A mostra estará patente em São Paulo até 30 de janeiro de 2011, de onde seguirá para o Rio de Janeiro, em março de 2011.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close