Ambiente

Brasil: Beatas de cigarro transformadas em papel

Três estudantes brasileiros desenvolveram um projeto para reciclar mais de 34 milhões de beatas de cigarro descartadas diariamente na cidade de São Paulo. A iniciativa permite transformar estes resíduos em folhas de papel semente.
Versão para impressão
Três estudantes brasileiros desenvolveram um projeto para reciclar mais de 34 milhões de beatas de cigarro descartadas diariamente na cidade de São Paulo. A iniciativa permite transformar estes resíduos em folhas de papel semente que, depois de utilizado, pode ser plantado.
 
Os jovens, com idades entre 16 e 18 anos, são alunos do curso de Administração da Escola Técnica Estadual Heliópolis, na capital paulista, e decidiram avançar com o projeto por se sentirem “incomodados” com o grande aumento do número de beatas espalhadas pelas ruas da cidade.
 
Através da reciclagem das beatas, os estudantes conseguiram produzir papel semente, um tipo de papel usado, por exemplo, em correspondência, ao qual, durante o seu fabrico, são acrescentadas sementes. Depois de ser utilizado por quem o recebe, o papel pode ser plantado: basta colocá-lo no vaso e regá-lo e e daí poderão nascer flores ou folhas de chá.
 
“Usamos 50% de beatas e 50% de papel reciclado na produção, mas o processo pode ser feito apenas com as beatas”, explica Vinicius de Souza, um dos mentores da ideia, em entrevista ao jornal Estado de São Paulo.
 
O projeto foi apresentado a semana passada na prestigiada Feira Tecnológica do Centro Paula de Souza, naquela cidade brasileira, onde foram também dados a conhecer outros 280 trabalhos provenientes de várias escolas técnicas do Estado.

De acordo com Vinicius de Souza, o objetivo do grupo é levar a ideia mais adiante. “O processo é artesanal, mas pode ser feito em escala maior se houver empresas interessadas”, salienta.
 
Agora, os alunos e a respetiva coordenadora, Taís Bisbocci, esperam poder dar a conhecer a iniciativa “Sementuca” (como a batizaram em homenagem à designação “bituca” dada às beatas no Brasil e ao papel semente) na Feira Brasileira de Ciências (Febrace) da Universidade de São Paulo, o que poderia render convites para mostras internacionais.

Clique AQUI para aceder ao Facebook do projeto.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close