Fitness & Bem-estar

Braga é a cidade “mais encantadora” de Portugal

É uma "cidade antiga" mas que também vibra com "uma energia jovem e moderna". Para o The Guardian, Braga é a cidade mais "encantadora" de Portugal.
Versão para impressão
É uma “cidade antiga” mas que também vibra com “uma energia jovem e moderna”. Para o The Guardian, Braga é a cidade mais “encantadora” de Portugal.  Num artigo publicado este sábado, o jornal britânico faz um rasgado elogio a esta cidade do norte do país.
 
A jornalista Jeanine Barone foi a Braga porque quis conhecer melhor a cidade que, em 2012, foi a Capital Europeia da Juventude. “Por causa da população estudantil, “braga tem uma oferta cultual vibrante e uma cena noturna alternativa, alem de oferecer, como bónus, a possibilidade de atividades no exterior graças à proximidade com a serra do geres”.
 
Jeanine conta que a faceta “acolhedora” desta pequena cidade, um antigo reduto do império romano, se revela por exemplo através do “conforto” e “dinamismo” do espaço Pop Hostel. A jornalista salienta as áreas decoradas por jovens artistas e o facto da proprietária alugar também bicicletas, promovendo a mobilidade dos utentes.
 
Na cena cultural, o artigo dá destaque ao Museu da Imagem, dedicado à fotografia contemporânea, e que ocupa dois edifícios históricos da cidade: um dos século XIX e outro (uma torre) do século XIV.
 
Também a programação da Livraria Centésima Página (centesima.com) mereceu a atenção da jornalista britânica: “é uma livraria famosa, escondida numa fachada do século XVIII, com um jardim luxuriante”. “Como muitos equipamentos de Braga, a livraria oferece multisserviços: tem um café/bar, um espaço para exposições e workshops e uma galeria de arte”, lê-se ainda no artigo.
 
A jornalista não conseguiu explorar mais a intensa atividade cultural bracarense por culpa da gastronomia que estava “permanentemente a provocar as pupilas gustativas” de Jeanine. O café Spirito, famoso pelos seus queques e bolos, é apenas um dos elementos gastronómicos da cidade em destaque no artigo. 
 
O Restaurante Brac, que confere aos sabores tradicionais portugueses um ‘twist’ contemporâneo (como é o caso do ‘carpaccio’ de polvo), o espaço Quatorze, que acolhe uma galeria de arte com uma zona de bar, música e refeições, são outros dos destaques.
 
“Como muitas das cidades universitárias, Braga tem uma energia criativa que junta pessoas de todas as idades e de vários géneros, classes e estilos”. Em vez de ficar presa ao passado, a cidade continua a adaptar-se olhando o futuro com otimismo”, conclui a jornalista britânica.

Clique AQUI para ler o artigo completo (em inglês).

Notícia sugerida por Vítor Fernandes

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close