Mundo

BP conseguiu selar poço no Golfo do México

A British Petroleum (BP) já terminou de cimentar o poço de petróleo responsável pela pior maré negra na história dos EUA. A empresa vai agora controlar a situação de forma confirmar a eficácia deste processo.
Versão para impressão
[Imagem: © BP p.l.c.]

A British Petroleum (BP) já terminou de cimentar o poço de petróleo responsável pela pior maré negra na história dos EUA. A empresa vai agora controlar a situação de forma confirmar a eficácia deste processo.

“Chegamos a um bom ponto, mas agora é preciso fazê-lo permanente”, ressaltou à EPA Kent Wells, vice-presidente executivo da BP.

O poço auxiliar que está a ser escavado será o ponto-chave na conclusão do processo. Permitirá fechar a parte inferior do poço danificado com uma nova e definitiva injeção de lama pesada e cimento.

As autoridades norte-americanas e a BP esperam que a cimentação do poço auxiliar possa ser realizada a 15 de agosto, altura em que a última fase desta operação para fechar o poço danificado, de onde 4,9 milhões de barris de petróleo vazaram desde abril, estará concluída.

Segundo a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica a situação do desastre ambiental não é tão má como se esperava.

Segundo um relatório apresentado ontem, quinta-feira, pela assessora de energia da Casa Branca, Carol Browner, 74% do petróleo derramado no Golfo do México evaporou, foi recolhido, queimado ou decomposto por processos naturais.

As tarefas de limpeza e “a ajuda da mãe natureza” serão cruciais nos próximos meses para neutralizar o petróleo que continua no litoral e o que flutua de maneira residual em partículas microscópicas no oceano.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close