Sociedade

Bosch e Universidade do Minho recrutam engenheiros

A parceria entre a Bosch e a Universidade do Minho, estabelecida em 2012, vai começar a dar frutos com o recrutamento de 35 engenheiros e 59 bolseiros.
Versão para impressão
A parceria entre a Bosch e a Universidade do Minho, estabelecida em 2012, vai começar a dar frutos com o recrutamento de 35 engenheiros e 59 bolseiros. 
 
O acordo define um investimento na casa dos 19 milhões de euros até 2015 e tem como objetivo a “investigação e desenvolvimento de soluções multimédia avançadas para a indústria automóvel”, bem como “potenciar a cultura de inovação exportada pelo grupo a partir de Portugal para todo o mundo”.
 
Considerada pelo Governo português como sendo de interesse estratégico nacional, a investigação vai ser financiada através do Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico do Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN).
 
Para António Cunha, reitor da Universidade do Minho, este é um dos “maiores e mais ambiciosos projetos de investigação e desenvolvimento tecnológico realizados em Portugal” e os produtos e soluções desenvolvidas “abrirão novas perspetivas à mobilidade automóvel, revolucionando a relação entre o condutor, passageiros e veículo”. 
 
“A Bosch tem investido no desenvolvimento e produção de tecnologia e soluções inovadoras em Portugal porque acredita nas potencialidades do país”, refere a empresa em comunicado. “Portugal é uma localização importante para as operações da Bosch a nível global e este projeto conjunto com a Universidade do Minho vem corroborar esta importância”. 
 
Ao longo do último ano, a empresa “investiu fortemente na modernização das suas infraestruturas de produção e I&D, não só para levar a cabo os projetos supra mencionados, mas também para receber novos projetos de tecnologia de ponta nomeadamente na área de multimédia automóvel”. Por isso mesmo, atualmente, as instalações da Bosch, em Braga, “são altamente competitivas em termos de qualidade e produtividade na Europa”. 
 
Para o administrador comercial da marca, este investimento de 19 milhões de euros até 2015 tem ainda a função de dar “uma resposta altamente competitiva às necessidades atuais e futuras do mercado e dos consumidores em todo o mundo”.

Notícia sugerida por Elsa Martins, Maria da Luz, Maria Pandina e Elsa Fonseca

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close