Cultura

Bordallo Pinheiro convida artistas brasileiros

NULL
Versão para impressão
A obra de Bordallo Pinheiro vai ser o foco de inspiração da 16 artistas brasileiros que vêm a Portugal, a convite da Fábrica de Faianças, criar peças artísticas. As obras serão expostas em São Paulo e em Lisboa, em 2012, na sequência do processo de internacionalização da fábrica portuguesa no Brasil.

“16 BB — Bordallianos do Brasil” é o título da iniciativa promovida pela fábrica das Caldas da Rainha, fundada há 125 anos por Bordallo Pinheiro. Serão criadas 16 peças originais limitadas a 250 exemplares, que serão distribuídos equitativamente pelo mercado português e pelo mercado brasileiro, conta o comunicado enviado ao Boas Notícias.

Além deste projeto, a importante fábrica de faianças portuguesa vai ter outras estratégias que visem a internacionalização para o país em que Bordallo Pinheiro também viveu.

A ligação do artista àquele país ficou reconhecida graças à “Jarra Beethoven”, uma peça com 2,60 metros de altura, que ele ofereceu à Presidência da República do Brasil, em 1899.

“O futuro da Bordallo Pinheiro passa, inquestionavelmente, por parcerias internacionais com artistas plásticos e diálogos com outras culturas. Queremos levar a Bordallo Pinheiro a todo o mundo, enriquecendo ainda mais a sua história e o seu legado artístico”, explica Nuno Barra, Diretor de Marketing da Bordallo Pinheiro, em comunicado.

Cada um dos 16 artistas brasileiros vai ficar dez dias em Portugal, em visita à fábrica, para adquirir conhecimentos, técnicas e inspiração sobre a obra de Bordallo Pinheiro. As áreas de atuação dos convidados vão desde a escultura, à moda, passando pela pintura e e estilismo.

O pintor Caetano Almeida vai ser o primeiro artista a chegar em Portugal. Além dele vão estar no país: Saint Clair Cemin (escultura), Barrão (pintura, escultura, multimédia), Caetano de Almeida (pintura), Tunga (escultura e desenho), Regina Silveira (vídeo-arte), Efrain de Almeida (escultura), Fábio Carvalho (pintura), Frida Baranek (escultura), Marcos Chaves (fotografia e vídeo), Sérgio Romagnolo (pintura, escultura), Tonico Auad (desenho, instalação e fotografia), Tiago Carneiro da Cunha (pintura e escultura), Erika Versutti (escultura), Estela Sokol (pintura) e as estilistas Isabel Capeto e Martha Medeiros, informa o comunicado.

A fábrica Boldallo Pinheiro passou por um período conturbado há dois anos, altura em que foi adquirida pela Visabeira Indústria. Em março, expôs no Museu do Design e da Moda, em Lisboa, peças criadas por artistas portugueses contemporâneos, numa iniciativa semelhante.

[Notícia sugerida por Patricia Guedes]  

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close