Sociedade

Boas causas levam cicloturistas de Lisboa a Badajoz

Pedalando de manhã, descansando e passeando à tarde. Foi assim que 19 cicloturistas, dos 7 aos 50 anos de idade, percorreram de bicicleta o percurso entre Lisboa e Badajoz para angariar fundos para duas instituições de solidariedade social.
Versão para impressão
Pedalando de manhã, descansando e passeando à tarde. Foi assim que 19 cicloturistas, com idades dos 7 aos 50 anos, percorreram de bicicleta o percurso entre Lisboa – mais precisamente o Montijo – e Badajoz pelas estradas e caminhos secundários registados em GPS como Ecovia 1. O objetivo foi, além de vivenciar uma nova experiência, angariar fundos para duas instituições de solidariedade social: a Aldeias-SOS e a Associação para a Promoção da Segurança Infantil (APSI).
 
A viagem decorreu entre 2 e 9 de Julho e permitiu promover a bicicleta como forma turística e ecológica de viajar apoiando, simultaneamente, causas sociais. Paulo Guerra dos Santos, engenheiro de estradas, que promoveu juntamente com a apresentadora Ana Galvão a iniciativa “De Lisboa a Badajoz em Bicicleta”, contou ao Boas Notícias que “todos conseguiram sem problemas de maior fazer os cerca de 50 quilómetros diários ao longo da semana”.
 
“Todos adoraram este roteiro turístico criado para ser percorrido a pedalar” e desenvolvido pelos voluntários do Ecovias de Portugal, revelou Paulo. A viagem foi também acompanhada atentamente pelos leitores do blog criado para o efeito, através do qual os visitantes poderiam fazer os seus donativos – cujo valor global ainda não é conhecido, uma vez que estes são realizados por transferência bancária. 

Caminho mais importante que a chegada

 
Ainda assim, o maior fruto da iniciativa foi permitir aos cicloturistas compreender, ao longo de 340 quilómetros, que o mais importante é o caminho e não a chegada. Durante o percurso foram muitos os episódios marcantes, desde “a prova de vinhos de seleção no Monte da Fonte, em Avis, os mergulhos no Açude do Gameiro, em Mora, ou o salto na ponte suspensa do Ervedal”, recordou Paulo.
 
O mais compensador foi, confessou o responsável, passar pelas tascas das aldeias onde paravam para se refrescar e eram tratados “como heróis”, tendo a oportunidade de ouvir as aventuras de bicicleta de outros amantes das pedaladas que, na juventude, já tinham, eles próprios, escrito as suas histórias sobre duas rodas. 
 
“As belas e variadas paisagens a cada etapa” e o “espírito de grupo que se foi fortalecendo” dia após dia contribuíram também para fazer desta uma iniciativa a repetir. A prova disso é que já estão a ser trabalhados novos caminhos. “Estamos a registar os percursos Lisboa-Porto e Lisboa-Sagres que contamos ter prontos no início do ano que vem”, desvendou Paulo, em jeito de conclusão.

Clique AQUI para visitar o site do projeto “De Lisboa a Badajoz em Bicicleta” e AQUI para conhecer a página oficial do Ecovias de Portugal.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close