Sociedade

BCE doou 110 mil euros a instituições solidárias

O Banco Central Europeu (BCE) doou um total de 110.500 euros a várias instituições de solidariedade na área do euro. as instituições apoiadas há uma portuguesa: a Associação EPIS - Empresários pela Inclusão Social.
Versão para impressão
O Banco Central Europeu (BCE) doou um total de 110.500 euros a várias instituições de solidariedade na área do euro. A doação foi efetuada no final de 2011, mas só agora foi dada a conhecer aos cidadãos. Entre as instituições apoiadas há uma portuguesa: a Associação EPIS – Empresários pela Inclusão Social.
 
De acordo com comunicado do BCE, o objetivo da iniciativa é “apoiar instituições de solidariedade reconhecidas e respeitadas localizadas na área do euro, que atuem no âmbito social e humanitário e não associadas a qualquer organização política”.
 
Segundo o Banco Central Europeu, as instituições de solidariedade que receberam a doação, repartida em partes iguais, foram selecionadas em colaboração com os 17 bancos centrais nacionais da área do euro à luz dos critérios em questão.
 
Em 2011, a iniciativa centrou-se em instituições ativas no domínio da integração social educativa e cultural no espaço europeu. Entre as instituições selecionadas está uma associação nacional, a Associação EPIS – Empresários pela Inclusão Social.
 
A atividade desta associação, criada em 2006, centra-se essencialmente na educação, sendo a missão prioritária o combate ao insucesso e ao abandono escolar, uma vez que os seus fundadores acreditam que “este é o ponto de partida para o desenvolvimento individual dos jovens portugueses e não portugueses, residentes em Portugal, com vista à sua inclusão social”.  

Doações vão continuar no futuro, garantiu o BCE
 

O montante do donativo feito pelo BCE advém “de fundos recebidos nos últimos anos no contexto das atividades externas de membros da Comissão Executiva e do pessoal” do Banco.
 
De acordo com o código deontológico da instituição, “os seus funcionários não podem aceitar em nome pessoal quaisquer honorários pagos por terceiros por atividades extermas” relacionadas com a sua posição de empregados do BCE. Consequentemente, os honorários são doados a instituições de solidariedade. 
 
Esta iniciativa solidária do BCE teve início em 2010, ano em que foi decidida a doação de 100.000 euros a favor de instituições europeias ativas no domínio dos cuidados de saúde para crianças e jovens. 
 
No comunicado divulgado esta segunda-feira, o Banco Central Europeu salientou que “tenciona continuar a doar fundos a instituições de solidariedade no futuro”, quando “reunido um montante suficiente”. 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close