Inovação e Tecnologia

BBC destaca drone português controlado pelo cérebro

A Tekever, empresa portuguesa especializada no fabrico de drones, desenvolveu um aparelho controlado pelo cérebro. A inovação esteve em destaque, durante a última semana, na cadeia televisiva BBC.
Versão para impressão
A Tekever, empresa portuguesa especializada no fabrico de drones (pequenas avionetas sem piloto), desenvolveu um aparelho controlado pelo cérebro. A inovação esteve em destaque, durante a última semana, na cadeia televisiva BBC.

O drone, que é comandado por ondas cerebrais, foi exibido durante uma demonstração que teve lugar no passado dia 24 em Vila Franca de Xira. A Tekever explicou à televisão britânica que esta inovação, que recorre a uma espécie de touca com sensores, pode ser manuseada por pessoas com movimentos limitados.

Esta touca é fabricada com diversos sensores que captam as ondas cerebrais que depois são convertidas em comandos para o drone através de algoritmos presentes num computador, num funcionamento semelhante aos eletroencefalogramas (EEG).

Durante o teste, um técnico da Tekever sentou-se à frente de um computador, de forma a controlar os movimentos do drone, através das ordens que a touca detetava.


O jornalista da BBC foi convidado a experimentar esta touca, que capta ondas cerebrais para pilotar o drone

Este sistema foi testado durante vários meses, período durante o qual os pilotos 'ensinaram' ao cérebro como é que ele se deveria comportar para fazer o pequeno círculo subir ou descer no ecrã do computador, de forma a conseguir controlar a direção do drone.

“Acreditamos que as pessoas vão ficar aptas a pilotar aeronaves da mesma forma que fazem atividades diárias, como por exemplo andar ou correr”, disse Ricardo Mendes, responsável da empresa, à BBC.

A Tekever, que trabalha também para diversas empresas de segurança, forças políciais e o exército, espera no futuro alargar esta tecnologia ao controlo da maioria das aeronaves.

Para Ricardo Mendes, esta tecnologia poderá trazer diversas medidas de segurança, evitando possíveis incidentes, como o caso de o piloto sofrer convulsões durante a pilotagem.

“Os algoritmos que aparecem no ecrã podem prevenir em caso de acidentes”, acrescentou o responsável à estação britânica.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close