Inovação e Tecnologia

Bancos: Serviços online mais baratos que ao balcão

Um estudo da Associação de Defesa do Consumidor (DECO) permitiu apurar que os bancos online cobram menos pelos seus serviços do que nos balcões, depois de analisar os custos de manutenção associados às contas correntes e contas-ordenado.
Versão para impressão
Um estudo da Associação de Defesa do Consumidor (DECO) permitiu apurar que os bancos online cobram menos pelos seus serviços do que nos balcões, depois de analisar os custos de manutenção associados às contas correntes e contas-ordenado.

Segundo a DECO, mesmo com o aumento de 18 euros nos serviços de netbanking, a Internet continua a ser o meio de movimentação mais barato e cómodo, face ao atendimento via telefone e no balcão.

A requisição de cheques, transferências e ordens de bolsa a partir do computador podem custar cerca de metade (ou até menos) do que custaria numa agência do banco.

Outra alternativa, sobretudo para quem não tem Internet, é o multibanco: nenhum banco cobra, neste momento, as transferências nacionais com número de identificação (NIB) e, nalguns casos, os cheques também são gratuitos.

Para mais informação sobre este estudo, basta consultar o site da Deco Pro Teste.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close