Sociedade

Banca retira cláusula abusiva nos contratos

O Banco Espírito Santo (BES), Millenium BCP e Banif aceitaram retirar dos novos contratos de crédito à habitação uma cláusula que permitia unilateralmente alterar as condições contratuais, nomeadamente taxas de juro e spreads.

Versão para impressão
O Banco Espírito Santo (BES), Millenium BCP e Banif aceitaram retirar dos novos contratos de crédito à habitação uma cláusula que permitia unilateralmente alterar as condições contratuais, nomeadamente taxas de juro e spreads.

A decisão foi impulsionada pelo Governo e pela DECO que a consideraram como “abusiva”, conforme noticia a agência Lusa.

Os representantes dos três bancos estiveram reunidos esta semana com o secretário de Estado do Comércio e da Defesa do Consumidor, Fernando Serrasqueiro, que pediu para avaliarem a possibilidade de suspender ou anular esta cláusula.

“Os bancos compreenderam que não era o melhor momento para manter esta situação”, congratulou-se no final, ao jornal DN, o secretário de Estado da Defesa do Consumidor, Fernando Serrasqueiro.

“Compreendo que os bancos estejam a atravessar dificuldades e tenham procurado esta forma de se defender, perante um agravamento das condições de mercado. Mas, perante esta alteração, quem teria mais problemas seriam os consumidores”, conclui o secretário de Estado.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close