Ambiente

Avião movido a energia solar já sobrevoa os EUA

Aterrou, este sábado, em Phoenix, o Solar Impulse, avião movido totalmente a energia solar - sem uma única gota de combustível - que, nos próximos dois meses, vai sobrevoar os EUA. A primeira etapa da experiência foi concluída com sucesso.
Versão para impressão
Aterrou, este sábado, em Phoenix, o Solar Impulse, avião movido totalmente a energia solar – sem uma única gota de combustível – que, nos próximos dois meses, vai sobrevoar os EUA. A primeira etapa da experiência “Across America 2013” foi concluída com sucesso e durou cerca de 18 horas.
 
A aeronave experimental, que tem uma envergadura idêntica à de “monstros” da aviação como o Boeing 777 e o Airbus A340 e cujas asas estão cobertas por 12.000 células solares, tinha já feito, o ano passado, o primeiro voo transcontinental efetuado por um aparelho deste tipo, unindo a Europa a África numa travessia entre Suíça, Espanha e Marrocos.
 
Agora, os co-fundadores do projeto, os pilotos suíços Bertrand Piccard e Andre Borschberg, querem fazer o Solar Impulse ligar várias cidades dos EUA, tendo como objetivo provar a eficácia das energias renováveis como combustível e, ao mesmo tempo, ampliar a adoção de tecnologias limpas na produção de energia a nível mundial. 
 
O avião, que partiu de Moffett Field, um aeroporto civil e militar perto do extremo sul de San Francisco, na Califórnia, seguiu para Phoenix, no estado vizinho do Arizona, em velocidade baixa, fazendo pouco ruído a levantar voo e chegando ao destino após 18 horas. 
 
“Graças à nossa amizade e parceria, chegámos aqui. O meu sonho é que as pessoas compreendam o potencial destas tecnologias e comecem, também, a utilizá-las no chão”, afirmou Borschberg no momento da descolagem, citado no site oficial do projeto.


Borschberg e Piccard mostraram-se satisfeitos no momento da chegada a Phoenix
 

As próximas paragens do Solar Impulse acontecerão nas cidades de Dallas, St. Louis e Washington, a capital. Em cada uma delas haverá pausas para se aguardarem condições atmosféricas favoráveis e, se tudo correr como esperado, a viagem terminará dentro de dois meses no aeroporto internacional John F. Kennedy, em Nova Iorque.
 
Apesar de apenas conseguir viajar com tempo soalheiro e a cerca de 69 km/hora, o Solar Impulse apresenta uma vantagem importante em relação a outros modelos semelhantes, graças a um sistema que lhe permite voar de dia e de noite através de baterias que são carregadas quando há sol e que armazenam a energia para mais tarde.
 
O projeto Solar Impulse teve início em 2003 com um orçamento de 90 milhões de euros para um período de 10 anos. A construção do avião envolveu a participação de engenheiros da Schindler, reconhecida fábrica suíça de elevadores, e o apoio do grupo químico belga Solvay, que patrocina a iniciativa com o propósito de testar novos materiais e tecnologias.

Clique AQUI para ver os vídeos da descolagem em San Francisco e da aterragem no Arizona (e outros momentos da história desta aeronave solar) no site oficial do Solar Impulse. 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close