Negócios e Empreendorismo

Aveiro: Jovem recupera moliceiro e estimula turismo

Uma velha lancha aveirense, que desde 1945 transportou trabalhadores para os estaleiros e para a Base Aérea de São Jacinto, naquela cidade portuguesa, vai voltar a navegar, mas para transportar... turistas, graças à iniciativa de um jovem desempregad
Versão para impressão
Uma velha lancha aveirense, que desde 1945 transportou trabalhadores para os estaleiros e para a Base Aérea de São Jacinto, naquela cidade portuguesa, vai voltar a navegar, mas para transportar… turistas. A recuperação do barco, com o objetivo de estimular o turismo, resulta da iniciativa de um jovem desempregado que decidiu pôr mãos à obra.
 
A “Praia da Costa Nova” estava prestes a ser abatida, mas Gustavo Madeira Barros, jovem português que ficou sem emprego, conseguiu encontrar um melhor destino para a lancha, dando-lhe uma nova vida.
 
“Estava no desemprego e andava à procura de um barco moliceiro para fazer passeios turísticos pelos canais urbanos da cidade. Vi esta embarcação ao abandono, sabia que teve grande importância no desenvolvimento da cidade e tentei evitar que fosse abatida”, conta Gustavo em entrevista à Lusa.

Jovem contou com apoio de empresário local
 

Determinado a avançar com o seu projeto, o jovem procurou apoios para criar o seu próprio negócio, mas todos os esforços foram em vão. Porém, Paulo Rosa, um empresário aveirense responsável pela Quebra Tempo, Lda., acolheu a ideia com entusiasmo e decidiu tornar-se seu sócio.
 
Paulo Rosa e Gustavo Madeira Barros salvaram, então, a antiga lancha de carreira, que na década de 40 fazia a travessia de Aveiro para São Jacinto, transportando o pessoal para a então Base Aérea nº 7 e para os Estaleiros de São Jacinto.

A 12 de dezembro de 2011, a embarcação foi levada para o cais junto à Ponte da Barra, na Gafanha, e foi aí que teve início uma longa e trabalhosa recuperação.
 

“Foi necessário limpar, tirar o que estava podre e depois começar a reconstrução. Madeiras novas, pinturas, motor… [a lancha] tinha estado muito tempo ao abandono e foi vandalizada”, revela Paulo Rosa. “Muitas peças do motor desapareceram, pelo que tivemos de o substituir, readaptando-o às condições da embarcação”, acrescenta.
 
Após muitas horas de trabalho e um investimento “considerável”, os mentores da iniciativa vão colocar hoje de volta a lancha “Praia da Costa Nova” na água para os últimos testes e afinações, recebendo depois os acabamentos finais. 

Inauguração do percurso faz-se ainda este mês
 

“A lancha vai inicialmente fazer o percurso da carreira Aveiro/São Jacinto. Vamos ver quando começar a trabalhar se teremos turistas suficientes, mas acreditamos que sim”, declaram.
 
Para a manobrar, os empreendedores portugueses vão contar com o último mestre que a navegou até 2006 e a lancha terá ancoradouro em Aveiro, no Canal das Pirâmides, junto às palmeiras do Rossio. Após o embarque, os turistas poderão degustar, a bordo, café, ovos-moles e até champanhe durante os passeios pela ria.
 
A travessia irá, como nos velhos tempos, até São Jacinto, uma localidade que, segundo Paulo e Gustavo, “tem bons restaurantes” e lojas, pelo que a “lancha pode ajudar a dinamizar o comércio” local.
 
A inauguração dos passeios turísticos a bordo da “Praia da Costa Nova” vai ser no dia 16 deste mês, com partida da Gafanha da Encarnação, junto à Ponte da Barra, e em direção ao Canal das Pirâmides, em Aveiro. Os outros proprietários de barcos na Ria estão convidados a acompanharem a lancha em cortejo festivo até à entrada na cidade.

[Notícia sugerida por Ana Oliveira]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close