Ambiente

Atum: pesca dos Açores a “mais sustentável” do mundo

NULL
Versão para impressão

A organização ambientalista Greenpeace distinguiu a marca conserveira açoriana Santa Catarina pelo atum comercializado. A Greenpeace classifica o atum desta marca como o “mais sustentável do mundo”, devido à forma como é capturado, através do sistema “salto e vara”, adianta a agência Lusa.

A pesca do atum utilizado nestas conservas é feita por três embarcações da conserveira Santa Catarina, em São Jorge (Açores). Cerca de seis dezenas de pescadores efetuam a captura da espécie através do sistema de 'salto e vara' (pesca à linha), o que garante que “não há depredação das espécies”, em particular da espécie de atum “bonito”, que é o mais capturado.

A pesca de “salto e vara” é efetuada por membros da tripulação mais experientes que com a ajuda de binóculos, procuram por indícios da possível presença de atum, tais como aves marinhas alimentando-se. Após a identificação do cardume, o barco aproxima-se e desliga o motor ligando o chuveiro de água que simula o movimento em fuga de pequenos peixes pelágicos na superfície da água do mar.

Os pescadores atraem o cardume ao lançarem isco vivo para o mar e procedem à captura do atum de forma extremamente seletiva. A Greenpeace considera que o método de pesca com vara e linha não agride o meio ambiente e é altamente sustentável. A técnica mais utilizada na pesca do atum é o cerco dos cardumes com redes, acabando sempre por capturar ou ferir outras espécies marinhas, na sua maior parte golfinhos.

“É um prémio importante porque, num mundo onde a concorrência é cada vez maior, arranjamos maneira de ver valorizado e publicitado o nosso produto”, afirmou Pedro Pessanha, administrador da conserveira, em declarações à Lusa.

Clique AQUI para aceder ao Facebook da marca Santa Catarina.

[Notícia sugerida por Raquel Baêta]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close