Ciência

Astronomia: ALMA nasce hoje e todos podem assistir

O maior radiotelescópio do mundo é inaugurado esta quarta-feira, no deserto do Atacama, no Chile. O projeto científico promete ajudar a desvendar os maiores segredos do Universo e a formação de galáxias e sistemas planetários.
Versão para impressão
Chegou o dia da inauguração do maior observatório astronómico do universo. O ALMA “nasce” oficialmente esta quarta-feira, no Chile, mas qualquer pessoa poderá acompanhar o evento através da internet. A sua missão será procurar a origem de estrelas, planetas, galáxias e até da própria Vida.
 
Instalado a mais de 5.000 metros de altitude, no planalto de Chajnantor, no Chile, este é o maior rádio-telescópio do mundo, com 66 antenas a trabalhar em conjunto. Tal como o Boas Notícias avançou na semana passada, a inauguração do ALMA decorre esta quarta-feira entre as 14:30 e as 16:00 (hora de Lisboa) e pode ser acompanhada online no endereço http://www.almaobservatory.org/inauguration/.
 
O ALMA, batizado “o telescópio das origens”, nasce de uma parceria entre a Europa (representada pelo Observatório Europeu do Sul, do qual Portugal faz parte desde 2001), América do Norte (EUA e Canadá), Ásia Oriental (Japão e Taiwan), em colaboração com o Chile.
 
Em comunicado enviado ao Boas Notícias, o Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa – que participou na definição e planificação do ALMA (Atacama Large Millimetre/submillimetre Array) – afirma que este equipamento possui “capacidades únicas” pelo que se espera “que o ALMA revele, pela primeira vez, os detalhes da formação de estrelas, planetas, galáxias, e até mesmo a formação dos compostos que se julgam estar na base da própria Vida”.

Centro de Astronomia inaugura nova série de Vodcasts
 
O Centro de Astronomia e Astrofísica da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (CAAUL) associa-se a este evento, com o lançamento de um Vodcast dedicado ao ALMA. Este vídeo representa o primeiro de uma nova série de Vodcasts dedicados a abordar e esclarecer os principais temas da Astronomia.
 
No comunicado, José Afonso, diretor do CAAUL e orador do Vodcast inaugural, recorda que “o CAAUL esteve envolvido na definição e planificação do ALMA” e que já tem “observações aprovadas para os próximos meses”.

“Note-se que os astrónomos portugueses têm, através do Observatório Europeu do Sul, acesso a este telescópio revolucionário e também o CAAUL possui toda a capacidade técnica e científica para apoiar qualquer proposta de observação com o ALMA, por parte da comunidade científica portuguesa”, salienta o astrónomo. 
 

[Notícia sugerida por Diana Rodrigues]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close