Mundo

As 10 cartas de amor mais belas do mundo?

Uma agência de seguros promoveu uma votação para eleger a melhor carta de amor jamais escrita. A vencedora foi escrita pelo músico norte-americano por ocasião do 65.º aniversário da esposa, June Carter. "A mulher mais fantástica que já conheci".
Versão para impressão
A carta mais romântica do mundo foi escrita pelo músico norte-americano Johny Cash. Quem o diz é a empresa Beagle Street que elaborou uma lista romântica onde também constam cartas de John Keats, poeta inglês, do músico Jimi Hendrix e do escritor Ernest Hemingway. Mas muitas cartas, e cheias de amor, ficam de fora desta seleção.

“Parabéns princesa, (…) Envelhecemos e habituámo-nos um ao outro. Pensamos da mesma forma. Lemos os pensamentos um do outro. Sabemos o que o outro quer sem termos de perguntar. Às vezes irritamos-nos um pouco. Talvez às vezes nos tomemos por garantidos”, lê-se na carta que o cantor e compositor norte-americano escreveu a June Cartes por ocasião do 65.º aniversário da sua mulher.

“Mas de vez em quando, como hoje, eu penso sobre isso e percebo como sou sortudo por partilhar a minha vida com a mulher mais fantástica que já conheci. Tu continuas a fascinar-me e a inspirar-me”.

Depois de um romance atribulado e de um casamento falhado do lado do cantor, Johny Cash e June Carter casaram-se em 1968 e permaneceram juntos mais de 30 anos. June Carter faleceu em Maio de 2003. Quatro meses mais tarde, Johny Cash morreu. O seu amor chegou ao grande ecrã através do filme “Walk the Line”, protagonizado por Joaquin Phoenix.

O segundo lugar da carta mais romântica foi atribuído, pelos participantes da votação realizada pela empresa Beagle Street, a Winson Churchill, antigo primeiro-ministro britânico que, em 1935, escreveu uma famosa carta de amor à sua “querida Clammie”. Na listagem também se encontram cartas de John Keats, poeta inglês, do músico Jimi Hendrix e do escritor Ernest Hemingway.

As cartas em português que a lista deixa de fora

A lista não contempla cartas escritas na língua portuguesa, mas o Boas Notícias acrescentaria a este conjunto de mensagens românticas, as cartas que António Lobo Antunes escreveu à sua mulher durante a guerra colonial. Estes textos foram adaptados ao cinema por Ivo Ferreira que vai estrear a película “Cartas de Guerra” no Festival IndieLisboa.

Ainda promovendo o amor em português, acrescentaríamos as cartas que o revolucionário cabo-verdiano Amílcar Cabral escreveu à sua primeira mulher, a transmontana Maria Helena, e que foram agora reunidas e publicadas em livro, pela editora Rosa de Porcelana. 

A votação das mais belas cartas de amor foi promovida pela agência de seguros Beagle Street, que pediu a mil participantes para escolherem as melhores cartas alguma vez escritas.

Qual a motivação de uma agência de seguros para promover uma iniciativa semelhante? “Quando fizer um seguro de vida com a Beagle Street, nós damos-lhe a opção de usar o nosso serviço de mensagens pessoais para contactar os seus entes queridos e queremos inspirá-lo a enviar mensagens apaixonadas”, explica a seguradora no site do concurso.

A listagem pode ser conferida aqui.

O Top 10 das melhores cartas de amor

1.Johnny Cash no 65.º aniversário da esposa, June Carter (1994)
2. Winston Churchill expressa o amor à esposa, Clementine Churchill (1935)
3. O poeta John Keats declara-se a Fanny Brawne, sua vizinha (1819)
4. Ernest Hemingway admite o seu amor por Marlene Dietrich (1951)
5. Napoleão Bonaparte expressa-se a Josefina de Beauharnais (1796)
6. Richard Burton elogia a beleza de Elizabeth Taylor (1964)
7. O Rei Henrique VIII de Inglaterra admite amar Anne Bolena (1527)
8. Beethoven fala de um “amor” cuja identidade se desconhece (1812)
9. Gerald Ford recorda a esposa do seu amor por ela. Betty Ford tinha sido diagnosticada com cancro da mama (1974)
10. Jimi Hendrix diz à sua 'pequenina' para abrir as asas (data desconhecida)

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close