Ambiente

Árvores caídas no temporal transformadas em mobiliário

No Buçaco, uma empresa de equipamento urbano desenvolveu uma linha de mobiliário inédita, feita a partir das árvores caídas no temporal que devastou o país no início deste ano. O objetivo é perpetuar a memória centenária que lhes é inerente, depois d
Versão para impressão
No Buçaco, uma empresa de equipamento urbano desenvolveu uma linha de mobiliário inédita, feita a partir das árvores caídas no temporal que devastou o país no início deste ano. O objetivo é perpetuar a memória centenária que lhes é inerente, depois dos danos irreversíveis que sofreram com o mau tempo.
 
Pelo nome 'Bussaco', a iniciativa foi levada a cabo pela Larus, em parceria com a Fundação Mata do Buçaco, que quiseram dar um novo rumo ao ciclo de vida das árvores caídas, partidas e desenraizadas pela intempérie. 
 
A nova linha de mobiliário está, neste momento, a ser lançada no mercado e pronta a ser comercializada, caracterizando-se pela rusticidade inerente à utilização de madeira maciça. Em comunicado enviado ao Boas Notícias, a empresa refere que “o recurso aos componentes metálicos estruturantes garante uma maior consistência física às peças e minimiza a necessidade de manutenção futura”.
 
O desenho, baseado na “verdade histórica da Mata do Buçaco”, assenta em “linhas simples e rústicas, a par de um minimalismo que tenta manter a naturalidade dos materiais e, ao mesmo tempo, assumir a austeridade carmelita e os efeitos do passar do tempo enquanto elemento que vinca a identidade do objeto ou lugar, sem menosprezar a elegância e a durabilidade”.


Agora disponível para aquisição por parte de “qualquer interessado público ou privado”, a 'Bussaco' tem particular interesse para áreas verdes pela sua elevada naturalidade e inserção paisagística.
 
Uma vez que, atualmente, a Mata Nacional do Buçaco é a única floresta pública nacional com selo de certificação florestal, quem fizer linhas ou peças da mesma, vai estar a “contribuir para a reflorestação e conservação de um espaço com alto valor de conservação e cuja gestão respeita o ambiente, a biodiversidade e a sustentabilidade social”. 
 
Numa primeira fase, a 'Bussaco' constitui uma edição limitada, condicionada pela quantidade de madeira existente, nomeadamente de cedros-do-Buçaco, carvalhos, abetos, freixos, acácias e diversas espécies de pinheiros exóticos. 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close