Gastronomia

Arroz de pato representa gastronomia lusa na China

A riqueza da cozinha é uma característica essencial para definir a cultura portuguesa. Agora, um dos seus ícones, o arroz de pato no forno, foi o prato escolhido para representar Portugal na China.
Versão para impressão
A riqueza da cozinha é uma característica essencial para definir a cultura portuguesa. Agora, um dos seus ícones, o arroz de pato no forno, foi o prato escolhido para representar Portugal na China, numa iniciativa da delegação da UE naquele país.
 
A delegação da UE na China lançou, recentemente, uma coletânea de 27 receitas culinárias de todos os estados-membros do agrupamento europeu, intitulada “Tasty Europe”, a fim de promover as relações entre a Europa e a aquele país asiático.
 
Embora o bacalhau seja o petisco imediatamente associado à gastronomia portuguesa, uma colaboradora da Embaixada portuguesa em Pequim explicou à agência Lusa que “o bacalhau era a escolha óbvia, mas aqui [na China] não há”.
 
No livro, as receitas estão escritas em duas linguas, inglês e chinês, e acompanhadas por uma fotografia do prato típico de cada região. No caso de Portugal, o arroz de pato é servido num tradicional prato de barro.
 
Na China apenas existe um restaurante português: o “Camões”, de Paulo Quaresma, situado em Pequim. O dono do estabelecimento hoteleiro aprova a escolha da UE referindo que “pato e arroz, na China, é o casamento perfeito”.

[Notícia sugerida por Vítor Fernandes]


 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close