Cultura

Arquitetura: Lisboa será palco de cerimónia mundial

Lisboa foi escolhida para ser palco da cerimónia de entrega do prémio internacional de arquitetura Aga Khan Award for Architecture. A capital portuguesa foi selecionada por ser "um exemplo de como uma sociedade plural pode abraçar outras culturas".
Versão para impressão
Lisboa foi a cidade escolhida para ser palco da cerimónia de entrega do prémio internacional de arquitetura Aga Khan Award for Architecture. A capital portuguesa foi selecionada para o evento, que decorre em setembro próximo, por ser “um exemplo de como uma sociedade plural pode abraçar outras culturas”.
 
O anúncio foi feito este fim-de-semana através de um comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE), que revelou que o prémio, no valor de um milhão de dólares (cerca de 770 mil euros), será entregue ao projeto vencedor no Castelo de São Jorge.
 
Segundo o documento, citado pela Lusa, “os locais para a cerimónia de atribuição deste prémio são escolhidos com base na sua importância arquitetónica”. De acordo com o MNE, o diretor do Prémio de Arquitetura Aga Khan, Farrokh Derakhshani, foi o responsável pela escolha.
 
“Portugal foi considerado [por Derakhshani] um exemplo de como uma sociedade plural pode abraçar outras culturas, mantendo e preservando a sua, tendo sido também relevante a qualidade e o prestígio dos arquitetos portugueses reconhecidos e premiados internacionalmente”, acrescenta o comunicado, que assim justifica a opção por Lisboa.
 
O MNE adianta que o evento “não se limita a uma cerimónia de entrega de prémio”, incluindo também a realização de um seminário internacional, durante o qual vão ser apresentados os projetos premiados e que permitirá aos participantes debater as grandes questões relacionadas com a arquitetura contemporânea. 
 
Ao longo do último ano e meio, o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, tem trabalhado com os representantes da Fundação Aga Khan em Lisboa com vista à realização do evento, tendo reunido, em janeiro, com o Príncipe Aga Khan na sede da fundação em Chantilly, França.
 
O prémio em causa, criado em 1977, é entregue de três em três anos e distingue projectos, selecionados por um júri independente, que marquem novos padrões de excelência na arquitectura, planeamento, preservação de património histórico e arquitectura paisagística.
 
Outros locais já escolhidos para a entrega dos prémios foram o Museu de Arte Islâmica de Doha, no Qatar, em 2010, ou as Petronas Towers de Kuala Lumpur, na Malásia, em 2007.
 
Clique AQUI para saber mais sobre este prémio (em inglês). 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close