Fitness & Bem-estar

Apanhar banhos de sol ajuda a evitar a diabetes

Se gosta de apanhar banhos de sol, saiba que agora já existe uma razão válida para o fazer: uma equipa de investigadores espanhóis descobriu que o sol pode ser bom para eliminar a diabetes.
Versão para impressão
Se gosta de apanhar banhos de sol, saiba que agora tem mais uma desculpa para o fazer: uma equipa de investigadores espanhóis descobriu que o Sol pode ser um bom aliado para prevenir a diabetes.

Já é conhecida a ligação entre a luz do astro rei com os níveis de vitamina D presentes no organismo, sendo que agora a equipa estabeleceu que esta vitamina é importante para diminuir os níveis de açúcar no sangue.

Esta vitamina, cuja produção é sintetizada pela luz do Sol, ajuda o organismo a absorver cálcio e a manter a saúde dos ossos e dos músculos. A vitamina D também está presente em alguns alimentos, como por exemplo o leite, mas precisa sempre da luz solar para ser ativada.

A investigação, que decorreu no Hospital Universitário Virgen de la Victoria, em Málaga, contou com 118 participantes que foram classificados de acordo com o seu Índice de Massa Corporal (IMC) e a presença (ou ausência) de diabetes.

Depois, foram medidos os níveis de vitamina D na corrente sanguínea de cada um deles, bem como o comportamento do seu receptor no tecido adiposo.

A conclusão foi de que os pacientes obesos que não têm diabetes tem níveis mais altos de vitamina D do que os obesos com diabetes.

Da mesma forma, conseguiu-se provar que os magros diabéticos têm níveis mais baixos desta vitamina. Daí, os investigadores concluem que os níveis de vitamina D não está relacionado com o IMC, mas sim com os níveis de glicose no sangue.

Os responsáveis pelo estudo estimam que mais de mil milhoões de pessoas em todo o mundo tenham níveis baixos de vitamina D devido a uma baixa exposição à luz solar.

“O mais importante neste estudo é que ele compara os níveis de vitamina D em várias pessoas, desde os magros aos obesos mórbidos”, explicou Mercedes Clemente-Postigo, uma das responsáveis por este estudo, citada pelo mesmo comunicado.

O estudo foi publicado esta semana na revista da sociedade Endocrinologia e Metabolismo da Endocrine Society.

Notícia sugerida por António Resende

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close