Mundo

Animais: Curta viral alerta para problema do abandono

Uma curta-metragem húngara que quer despertar consciências para o problema do abandono dos animais está a tornar-se viral e a comover utilizadores de todo o mundo.
Versão para impressão
Uma curta-metragem húngara que quer despertar consciências para o problema do abandono dos animais está a tornar-se viral e a comover utilizadores de todo o mundo. Publicada no Youtube há menos de um mês, “Gift”, que coloca, no lugar de um cão, uma criança que, como muitos animais, é deixada pela família depois de ter sido adotada, já soma mais de cinco milhões de visualizações.
 
A “curta”, produzida pela empresa de audiovisuais Deadlens Pictures, da Hungria, e da autoria da realizadora Attila Görögh, começa por contar a história de uma menina que se prepara para conhecer a sua nova família, inicialmente muito entusiasmada com a possibilidade de acolhê-la em sua casa.
 
Porém, a situação degrada-se rapidamente e, por achar que esta nova integrante da família está a causar demasiados problemas e a dar mais trabalho do que o esperado, o pai acaba por colocá-la num carro e levá-la, com o seu brinquedo favorito, até um descampado, onde a deixa sozinha sem olhar para trás.
 
É aí que a menina se “transforma” num cão que vê o carro do dono ir embora e que nos apercebemos de que a criança é apenas uma metáfora para retratar a triste realidade do abandono dos animais. “Seja responsável. Dê ou adote com consciência”, pode ler-se no ecrã nos instantes finais da curta.

Realizadora quer crimes mais pesados para a crueldade animal
 

O vídeo, publicado em Abril na conta da Deadlens Pictures no Youtube, está a correr as redes sociais e, em menos de um mês, já conseguiu mais de cinco milhões de visualizações.
 
Em entrevista ao 'blogue' da ativista húngara Zöld Ella, a realizadora da curta-metragem explicou que a ideia surgiu quando viu, em Novembro do ano passado, um cão sozinho na berma de uma estrada.
 
“Comecei a pensar que se no lugar dele estivesse uma criança, talvez a situação se tornasse mais interessante para o público e fosse possível alertar as pessoas para este problema de forma mais eficaz”, contou Attila Görögh.
 
De acordo com a húngara, o objetivo do trabalho é chamar a atenção para sensibilizar para o “dramatismo” deste tipo de “crime”. “Queremos fazer com que a crueldade contra os animais seja punida com multas mais pesadas do que atualmente”, revelou.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close