Negócios e Empreendorismo

Alentejo: Inovação e tradição com chocolate

NULL
Versão para impressão

Bombons e tabletes de chocolate com sabor a medronho, mel, azeite e outros produtos regionais alentejanos. A ideia inovadora de juntar chocolate a produtos tradicionais partiu de Célia e João Dias que instalaram, em Beja, a fábrica, a loja e a confeitaria do Mestre Cacau.

O Mestre Cacau, empresa pioneira na região alentejana e criada pelo casal Célia e João Dias, tem como base a junção entre o chocolate e alguns produtos regionais alentejanos. “A inovação está na produção, que reflete a utilização de produtos regionais”, disse Célia Dias ao Boas Notícias.

O casal viajou até à Suíça e à Bélgica onde fizeram formação na área e “testaram” os seus chocolates. Em Itália, adquiriram os utensílios necessários para a fabricação das iguarias. Mas é no Alentejo, em Beja, onde residem, que produzem artesanalmente os chocolates com sabores tradicionais da região.

A funcionar desde 2005, a fábrica utiliza “a matéria-prima, o chocolate em pepita, da Bélgica, para bombons e tabletes”. “A temperagem do chocolate é toda ela realizada na fábrica” da empresa. O recheio e cobertura é “todo realizado à mão”.

“Os produtos utilizados são o medronho, o mel da serra de Mértola, o vinho tinto, o alecrim, a aguardente da Vidigueira e o azeite”, explicou a responsável. A combinação destes produtos com o chocolate dá origem a bombons e a tabletes com recheio.

Para além dos produtos de chocolate, o Mestre Cacau também produz rebuçados de alecrim, compotas e até alguns chás. Por agora, “o negócio já conta com uma fábrica, uma loja e recentemente uma confeitaria”.

“A quantidade produzida varia muito de acordo com a época do ano, mas em termos gerais é cerca de 20kg/dia no Verão e cerca de 60kg/dia no Inverno”, sublinhou João Dias ao Boas Noticias.

O Mestre Cacau conta também com parcerias empresariais comercializando os seus produtos para todo o Portugal continental e ilhas. Para o futuro Célia Dias tem “em mãos a abertura de lojas do Mestre Cacau no estrangeiro, assim como a exportação”. Para 2011,  o volume estimado de vendas é cerca de 120 mil euros.

Clique AQUI para conhecer o Mestre Cacau.

[Notícia sugerida por Luísa Almeida]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close