Negócios e Empreendorismo

Alentejo: Casa Agrícola produz presunto de vaca

A casa alentejana Joaquim Arnaud é conhecida pela produção do porco preto, mas agora a casa agrícola aventura-se num novo produto que pretende revolucionar o conceito do presunto: o primeiro presunto de vaca português.
Versão para impressão
A casa alentejana Joaquim Arnaud é conhecida pela produção do porco preto, mas agora a casa agrícola aventura-se num novo produto que pretende revolucionar o conceito do presunto: o primeiro presunto de vaca português.

Influenciado pela tradição espanhola, o empresário Joaquim Arnaud explica à Lusa que este produto resulta de uma colaboração entre os dois países da Península Ibérica e pode ser encontrado em lojas gourmets e alguns restaurantes do país.

“Este produto é uma tradição espanhola, ainda que muito restrita, e o que fizemos foi aliar o bom de Portugal com o bom de Espanha para fazer um produto diferente”, conta o produtor.

As vacas utilizadas para produzir o presunto são da herdade do Alentejo, situado na freguesia de Pavia, no concelho de Mora, já o processo produtivo é feito na zona de Leão, no norte de Espanha.

Para estar pronto a ser vendido, o produto “tem sete meses de cura e é ligeiramente fumado com madeira de azinho e carvalho”, explica Joaquim.

Além da inovação no presunto, esta casa agrícola alentejana também pretende lançar no mercado bombons de vinho, vinagre, bolota e toucinho confecionados com produtos das suas herdades.

“Tentamos fazer brilhar, de uma forma moderna, o nosso Alentejo e fazer produtos novos, criando inovação aliada à terra, e depois transformá-los o melhor possível, seja onde for” concluiu.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Mais recentes

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close