Negócios e Empreendorismo

Açores: Novo projeto facilitará exportações regionais

A Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores (SDEA) prepara-se para criar, ainda este semestre, a Loja do Exportador, uma iniciativa que visa oferecer condições para que as empresas regionais aumentem as exportações.
Versão para impressão
A Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores (SDEA) prepara-se para criar, ainda este semestre, a Loja do Exportador, uma iniciativa resultante de uma parceria com o IAPMEI e a AICEP que visa oferecer condições para que as empresas regionais aumentem as exportações. Está ainda prevista a criação de uma linha de crédito para impulsionar as vendas para o estrangeiro.
 
A SDEA, criada em fevereiro deste ano depois de o Governo ter extinguido a Agência para a Promoção do Investimento dos Açores (responsável pela captação de investimento externo para a região) pretende, assim, dar início a uma espécie de “via verde da exportação”, projeto previsto na Agência Açoriana de Criação de Emprego e Competitividade Empresarial, lançada pelo executivo regional.
 
Em declarações à Lusa, o presidente do conselho de administração daquela entidade, Arnaldo Machado, explicou que o objetivo é prestar um atendimento personalizado a quem promove operações de exportação, não só divulgando informação, como também ajudando em tudo aquilo que possa agilizar os processos. 
 
“O projeto permitirá facultar contactos nos mercados de destino com mais facilidade a quem pretende expedir produtos e serviços da região”, acrescentou Arnaldo Machado, que revelou que a Loja do Exportador deverá estar concretizada ainda no primeiro semestre de 2013 e em mais do que uma ilha do arquipélago. 

Linha de crédito vai apoiar empresas exportadoras
 

Também no âmbito de alargamento da base económica, a SDEA  vai, igualmente, avançar com uma linha de crédito à exportação que visa “dar um impulso” às exportações dos empresários regionais, um projeto que ainda está em fase de preparação com a banca e cujas verbas não é, portanto, possível, precisar por enquanto.
 
“O atual sistema de incentivos à produção e comercialização vai ser também reformulado, alterando-se o âmbito e as formas de auxílio concedidas”, desvendou Arnaldo Machado, que frisou que a SDEA vai, além disso, dinamizar campanhas de sensibilização para o consumo e comercialização de produtos regionais no mercado açoriano e no continente. 

Uma marca de referência para o mundo
 

Segundo o dirigente do conselho de administração da SDEA, a Sociedade pretende transformar a marca Açores numa “marca de referência”, que seja “sinónimo de excelência e de qualidade” e transveral a toda a produção regional.
 
“Pretende-se que permita trazer mais valor acrescentado a produtos que efetivamente reúnam atributos para poderem u sar essa designação de marca Açores”, apontou Arnaldo Machado.
 
“Procuramos acarinhar da melhor forma, informando os potenciais interessados dos instrumentos que estão disponíveis e da envolvente empresarial que vão encontrar. Evidentemente que nem todas as intenções são concretizadas, mas estamos esperançados em algumas intenções que recentemente nos têm sido transmitidas”, admitiu.
 
Outra das metas da SDEA é a promoção dos Açores no exterior atr
avés da participação em feiras internacionais e organização de missões empresariais em coordenação com as associações empresariais que são parceiras do Governo Regional neste processo.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close