Emprego e Poupança

ABC da Poupança: Poupar como os nossos avós

Tenho, com frequência, oportunidade de privar com pessoas com muita experiência de vida e primaveras contadas suficientes para os tratar carinhosamente por avós...
Versão para impressão
[Por Ana Bravo, especialista em Economia Doméstica]

Image and video hosting by TinyPic Tenho, com frequência, oportunidade de privar com pessoas com muita experiência de vida e primaveras contadas suficientes para os tratar carinhosamente por avós… Nestas conversas cheias de memórias falamos desses tempos passados, desse antigamente em que a vida era mais simples, mais frugal, mais saudável. Fazem-me perguntas que me deixam a pensar pela sua pertinência e hoje decidi escrever sobre isso! Pois para estes avós poupar era o dia-a-dia.
 
– Nestes idos anos o acesso à carne e ao peixe era muito pouco, contava-se pelos dedos de uma mão quantos vezes se comia estas proteínas. Porém comia-se feijão, grão, ervilhas, favas e havia força para trabalhar (e muito) apenas com as proteínas da terra. Opte por substituir a carne e o peixe pelo menos três vezes por semana, poupe na carteira e na saúde;
 
– O acesso aos vegetais, frutas, ovos e leite era o acesso aos quintais, próprios ou dos vizinhos que vendiam ou trocavam por outros bens. Tudo era fresco e de qualidade. Experimente comprar diretamente aos produtores da sua zona e garanta melhor preço e qualidade e logo, saúde;
 
– E o pão, os bolos caseiros, a manteiga e o café frescos que fazem ainda hoje as delícias de quem tem a sorte de os provar? (Acho que esta conversa me abriu o apetite!) Escolha fazer os seus próprios bolos e sobremesas, regale-se com um café feito em cafeteira. Garanta qualidade e uma poupança de pelo menos 50%;
 
– Tal como faziam e fazem ainda estes avós, tenha sempre sopa. Evite as saídas para comprar comida feita. O dinheiro que gasta para comprar frango, batatas fritas e arroz para uma família de 3 pode alimentar esta mesma família de forma mais saudável durante 8 refeições;
 
– Outro fantástico hábito que parece ter ficado no tempo dos avós é o de “deitar cedo e cedo erguer“. Esta é a melhor receita de energia e bom disposição que pode ter. Tem ideia que o seu rendimento é excelente quando tem este hábito? Sabe que a maioria das dores de cabeça e outras zonas do corpo se devem à falta de descanso equilibrado e tranquilo? Poupe nos medicamentos, durma cedo e durma bem!;
 
– Na terra da minha avó materna, a maioria das deslocações ainda se fazem a pé ou de bicicleta. É uma população onde não se constata obesidade, as pessoas têm mais energia e, como bónus, ainda desenvolvem os relacionamentos diretos. Saúde e alegria! Quer melhor combinação para poupar do que evitar as contas de hospital e farmácia?!;
 
– Sabe que o aumento das doenças oculares também se prende com o facto de vivermos maioritariamente fechados e usar a visão apenas no curto alcance? Passamos o dia ao computador e ao telemóvel! O trabalho ao ar livre, as caminhadas garantem, para além de tudo o resto, uma manutenção da saúde dos seus olhos. Sabe o preço de um par de óculos? E de umas lentes de contacto?;
 
– Não havia televisão, telemóveis e computadores. Os bailes e o jogos eram a forma de convívio. Hoje as pessoas têm tudo mas não estão juntas. Posso ser atrevida e dizer que grande parte da nossa saúde mental se deve à solidão? Passar regularmente tempo de qualidade com amigos e família poupa-lhe nas contas do médico e da farmácia para adquirir “pilulas da felicidade”…
 
E quem tem avós sabe que há muito mais para dizer mas hoje ficamos por aqui. Quando estiver com os mais velhos aproveite e ouça-os com atenção, dê-lhes a importância que eles têm, escute as suas histórias, as suas experiências e lembre-se que cabelos brancos são sinónimo de vida e conhecimento!

 [Ana Bravo é consultora de crédito bancário e sócia-gerente da RP Créditos e RP Formação. Para saber mais sobre os serviços, cursos e workshops desta empresa de consultoria e educação financeira clique aqui]

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close