Emprego e Poupança

ABC da Poupança: Poupar a água e o planeta

NULL
Versão para impressão
Mais um mês que passou desde o último ABC, mais uma oportunidade para partilhar a minha aprendizagem, mais uma oportunidade para juntos crescermos um pouco mais no sentido da abundância!

[Por Ana Bravo, especialista em Economia Doméstica]

Image and video hosting by TinyPic

Hoje gostava de abordar o tema do consumo da água que é tão somente o nosso bem mais precioso! Mas tratamo-lo como se ele fosse realmente um bem precioso? Quando temos algo que valorizamos o natural é preservá-lo, cuidá-lo, poupá-lo, certo? Um recurso natural com tendência a escassear mas que teimamos em desperdiçar, descuidar e consumir sem regra

Vejamos então como tratar da melhor forma este bem, como garantir que poupamos poupando também o planeta!

Muito disto não será novidade, porém muitas vezes resistimos e esquecemos o novo comportamento, pelo que sugiro que coloque post-its nos locais onde deve promover alterações, peça a alguém para a ajudar, sensibilize a família e arranje formas de premiar os sucessos e “castigos” para quem, lá em casa, se portar descuidadamente…encontre formas divertidas de aprender e terá para além de poupança momentos muito bem passados 🙂

– Lavar os dentes, as mãos, fazer a barba são oportunidades diárias de poupança entre 10 a 30 L de água se optar por encher um copo, fechar a torneira ou encher o lavatório respetivamente (post-it colorido e alegres junto às torneiras e no espelho da casa de banho) ;

– Tome duche em vez de banho de imersão, desligue a água na altura de se ensaboar, colocar o champô e amaciador. Pode ainda reduzir a duração dos duches. Sabe que por cada minuto poupa 20L de água? (mensagem junto ao duche ou no tapete à entrada do poliban, junte um smile 🙂

– Coloque redutores de fluxo nas torneiras e chuveiros e com essa pequena peça reduza 50% no fluxo de água, pode ainda adquirir chuveiros de baixo fluxo (coloque um lembrete no quadro das compras a fazer);

– Tenha um balde ou bacia na casa de banho para apanhar os litros de água que saiem antes do duche aquecer e aproveite-a para regar, lavar roupa à mão, lavar o chão, etc…(decore um regador e tenha-o à entrada do poliban, será não só uma forma de a lembrar como também um elemento decorativo diferente);

– Sabe que sempre que descarrega o autoclismo usa cerca de 15L de água potável que vão cano abaixo? Descarregue o autoclismo quando estritamente necessário, escolha autoclismos com botão de controlo de fluxo e use o que descarrega menos água, coloque uma garrafa cheia de água ou areia (pode fazer isto já pedindo ajuda crianças que vão adorar) dentro do autoclismo para reduzir o enchimento do mesmo;

– Garanta que não tem torneiras ou chuveiros com fugas de água, se estiverem a pingar consistententemente chegam aos 30L por dia;

– Se lava o seu carro na rua ou no quintal use apenas um balde e esponja em vez da mangueira e desta forma poupa 90% da água, ou seja, gasta 50L em vez de 500L (colocar uma mensagem junto à mangueira lembrando que deve usá-la apenas para encher baldes e regadores);

– Lembra-se como faziam as nossas mães e avós para lavar a loiça? Um recipiente com água e detergente e outro com água limpa para passar.
Com esta técnica tem uma poupança de cerca de 75L por cada lavagem.(post-it junto ao lavatório pedindo para reviver o passado 🙂 ) Se tem máquina não precisa passar a loiça por água antes, desperdiça água e nem sequer melhora a eficácia da lavagem;

– Coloque as máquinas de loiça e roupa a lavar apenas na carga máxima poupando desta forma água. Opte também por usar programa mais curtos e com temperatura mais baixa (lembrete nos vidros das cubas ou nas portas);

– Guarde a água de lavar fruta e legumes para regar as plantas (para variar pode colocar o lembrete no frigorífico, de onde tira os legumes e fruta);

– Tenha sempre uma garrafa de água no frigorifico para evitar deixar a correr água da torneira até a mesma arrefecer (isto pode fazer agora!:) );

– Quando cozinhar com água reduza a quantidade da mesma ajustando à quantidade de alimentos e cozinhe com as tampas. Desta forma poupa não só em água como também consegue conservar as vitaminas e nutriente da sua alimentação tornando-a mais saudável (lembrete na tampa do fogão ou na parede em frente);

Descongele os alimentos de forma natural, evite descongelar com água corrente (lembrete na arca para retirar logo de manhã o que precisa para o fim do dia);

Aproveite a água da chuva para regar as plantas, fazer lavagens de chão, terraços, varandas (coloque uma mensagem nas varandas, terraço em local que bem visíveis e que não se molhem, claro! 🙂 );

– Faça as regas nas alturas mais frescas do dia de forma a evitar a rápida evaporação (coloque um post no frigorifico de forma a que o veja logo pela manhão ao pequeno almoço);

– Observe a terra das plantas e certifique-se se realmente precisam ser regadas. A maioria das vezes as plantas morrem por excesso e não falta de água. (coloque uma bandeirola nos vasos a dizer:”Precisamos mesmo de ser regadas?”)

E depois? É só ser criativo, ter as suas próprias ideias e, muito, mas mesmo muito importante, partilhar com os outros! 🙂

Até ao próximo ABC!

[Ana Bravo é consultora de crédito bancário e sócia-gerente da RP Créditos e RP Formação. Para saber mais sobre os serviços, cursos e workshops desta empresa de consultoria e educação financeira clique aqui]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close