Ambiente

Abate ilegal de árvores caiu entre 50 a 75%

O abate ilegal de árvores caiu entre 50 a 75 por cento, nos últimos 10 anos, nos países mais atingidos por este comércio, como os Camarões, o Brasil e a Indonésia, revela um estudo do The Royal Institute of International Affairs (RIIA).
Versão para impressão
O abate ilegal de árvores caiu entre 50 a 75 por cento, nos últimos 10 anos, nos países mais atingidos por este comércio, como os Camarões, o Brasil e a Indonésia, revela um estudo do The Royal Institute of International Affairs (RIIA).

O estudo indica ainda que a importação de madeira ilegal pelos países mais industrializados também sofreu uma quebra na ordem dos 30 por cento, desde 2004.

Este estudo do instituto britânico envolveu doze países produtores, consumidores e processadores de madeira, tento demonstrado que as iniciativas desenvolvidas pelos governos, a sociedade civil e o sector privado contra o abate ilegal de árvores, ao longo dos últimos anos, têm tido um impacto positivo.

Como resultado dessas iniciativas, o instituto estima de mais de 17 milhões de hectares de floresta foram protegidos da devastação e foram evitadas pelo menos 1.2 mil milhões de emissões de dióxido de carbono.

No entanto, o combate ao abate ilegal de árvores continua a exigir uma severa vigilância por parte dos governos, alerta o instituto. O Japão e a China são algumas das nações cujas medidas governamentais ainda não contemplam a proibição da importação ou venda de madeira ilegal, segundo o RIIA.

[Notícia sugerida por Rita Santos]

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close