Fitness & Bem-estar

“À Procura de Diana” é uma campanha publicitária

Como já muitos dos nossos leitores devem saber, a história divulgada no Boas Notícias sobre um jovem que dizia andar à procura de uma rapariga que tinha conhecido na manifestação de dia 15 de Setembro, não é verídica tratando-se apenas de uma campanh
Versão para impressão
Como já muitos dos nossos leitores devem saber, a história divulgada no Boas Notícias sobre um jovem que dizia andar à procura de uma rapariga que tinha conhecido na manifestação de dia 15 de Setembro, não é verídica tratando-se apenas de uma campanha de uma marca de perfumes. Embora esta não seja uma Boa Notícia, deixamos aqui a retificação da informação.

A empresa contratou um jovem português – que surgiu a público sob o nome de Ricardo – para dar a cara e, inclusive, falar com diversos meios de comunicação, como sendo um jovem apaixonado em busca de uma loira francesa por quem se teria apaixonado à primeira vista.

O suposto Ricardo criou mesmo uma página no Facebook, “À procura de Diana”, que conquistou cerca de 30 mil seguidores em poucos dias. A história deste jovem supostamente apaixonado foi também divulgada por vários meios de comunicação, incluindo o Boas Notícias.

Esta semana, a marca de perfumes acabou por revelar que tudo não passou de uma história falsa, criada em torno de um novo perfume. No mural do Facebook de Diana, a marca deixou a seguinte mensagem: “Durante uma semana a magia desta história preencheu cada coração dando um novo fôlego e uma inspiração para as nossas vidas. Todos temos uma Diana ou um Ricardo dentro de nós”.

Campanha fere código publicitário

Mas o discurso não convenceu os portugueses que, sentindo-se enganados, estão a invadir o Facebook com milhares de mensagens de crítica e revolta. Já foi até criado um movimento online contra a marca que conta com quase 3.000 assinantes. 

Há, contudo, entre os comentários, quem defenda que se tratou de uma ideia de marketing original que conseguiu estimular o romantismo dos portugueses. Mas mesmo assim, a marca poderá ter que dar algumas explicações, até porque esta campanha fere algumas regras legais já que, segundo o Código Publicitário, uma campanha tem de ser identificada como tal.

Entretanto, o Boas Notícias noticiou recentemente a aventura de um dentista canadiano que atravessou o oceano Atlântico para tentar encontrar uma mulher por quem se apaixonou à primeira vista, quando estava de férias na Irlanda. Até ao momento, a história parece ser verdadeira e poderá servir de consolo aos milhares de portugueses que queriam acreditar num amor verdadeiro.  

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close