Consultório Médico Em Destaque

A higiene do sono

A higiene do sono é um alicerce essencial na manutenção de uma vida saudável.
Versão para impressão

por Ana Carolina Roque, médica de Medicina Geral e Familiar

Ao longo dos anos, a sociedade moderna tem promovido a redução da quantidade e qualidade do sono o que afeta significativamente a saúde e qualidade de vida de até 45% da população mundial. Contudo, os distúrbios do sono podem ser evitáveis e a higiene do sono apresenta-se um elemento chave quer na sua prevenção como no seu tratamento.

Entendemos como higiene do sono um conjunto de bons hábitos que permitem manter o sono com a duração, continuidade e profundidade adequadas.

Uma regra básica é manter um horário regular do sono com o número de horas necessárias. Para isso é importante saber que o tempo de sono diário (sono da noite juntamente com o das sestas) vai diminuindo da criança até ao adulto, apesar das variabilidades presentes em cada grupo etário; adultos entre os 18 e 64 anos de idade devem dormir de 7 a 9 horas e, acima dos 65 anos, a quantidade diminui para 7 a 8 horas. As sestas, quando presentes, não devem ultrapassar nos adultos mais de 30 minutos.

A alimentação tem também um papel relevante na qualidade do sono; devem ser evitados alimentos fritos ou com elevado teor de gorduras, refeições apimentadas ou com muitos molhos, bebidas com cafeína (coca-cola, café, chá preto e refrigerantes) e bebidas alcoólicas. Embora o álcool seja um sedativo, é um mito considerar que “um copito faz relaxar e dormir melhor”, na verdade, deve ser evitado por promover a fragmentação e alteração da arquitetura do sono. Por outro lado, são conhecidos alimentos ‘amigos do sono’, ricos em triptofanos, que podem ajudar a melhorar a qualidade do sono como aveia, nozes, bananas, kiwis, cerejas, gengibre, tomate. É importante evitar fumar, especialmente perto da hora de dormir ou ir para cama com fome ou logo após as refeições.

No quarto de dormir deve encontrar-se um ambiente com condições propícias ao repouso com uma temperatura adequada, pouca luz (quando presente a luz deve ser quente e de fraca intensidade), sem ruído, sem animais de estimação ou crianças a dormir na mesma cama que os pais. O quarto também não deve ser utilizado para ver televisão ou trabalhar ao computador.

Um erro muito comum quando se acorda durante a noite e se tem dificuldades em adormecer novamente é esperar na cama que o sono volte. O que se deve fazer nestas circunstâncias é levantar, sair do quarto e fazer algo relaxante – como a leitura – num ambiente com pouca luz e regressar à cama apenas quando o sono voltar.

O exercício físico regular é uma atividade importante na higiene no sono que deve ser realizada preferivelmente nos períodos da manhã ou tarde, evitando a sua prática nas 3 horas que antecedem o sono. É, também, uma regra básica não levar as preocupações diárias para a cama e “desligar” dos problemas do dia-a-dia.

A higiene do sono é um alicerce essencial na manutenção de uma vida saudável, por isso, durma bem!

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close