Imagem: DT_Dean Treml/Red Bull Content Pool
Desporto Em Destaque

2ª etapa Red Bull Cliff Diving World Series: Duque e Jimenez em destaque

Os Açores confirmaram, pelo sexto ano consecutivo, o seu estatuto de paraíso dos saltos para a água de grande altura.
Versão para impressão
por redação

No encerramento da segunda etapa de 2017 do Red Bull Cliff Diving World Series a festa foi latino-americana. O desfecho das finais disputadas no ilhéu de Vila Franca do Campo, nos Açores, não podia ter sido mais inesperado, com a primeira vitória no circuito para a mexicana Adriana Jimenez e o regresso ao topo de uma lenda da modalidade – o colombiano Orlando Duque, que não vencia há quatro anos. A competição tem desde já a sua continuidade assegurada para 2018, no mesmo cenário de sempre.

A segunda etapa desde ano do calendário do Red Bull Cliff Diving World Series proporcionou a 22 atletas de nove países uma experiência em condições próximas da perfeição. Durante todo o fim de semana (8 e 9 de julho), o vento fraco e a ondulação suave garantiram um espetáculo único, com manobras de cortar a respiração a partir de alturas de 21 e 27 metros.

 

Os verdadeiros protagonistas

A jornada foi rica em surpresas e muito animada do ponto de vista desportivo, com os campeões em título – Gary Hunt e Rhiannan Iffland – a começarem no fim da tabela para logo de seguida empreenderem um louvável esforço até aos lugares cimeiros. No entanto, os verdadeiros protagonistas tiveram motivos ainda mais fortes para celebrar – a começar pelo veterano Orlando Duque, que subiu ao lugar mais alto do pódio pela primeira vez desde 2013.

O colombiano de 42 anos, considerado o grande embaixador desde desporto nascido há 250 anos no Havai, venceu assim pela primeira vez nos Açores: “Competi em todas as etapas disputadas neste incrível cenário, mas faltava-me uma vitória. Finalmente consegui lá chegar! É um resultado que me motiva muito, inclusivamente a acreditar que posso chegar outra vez a um título que já venci em 2009”. Os lugares de honra foram encerrados, respetivamente, pelo norte-americano Steven LoBue e pelo britânico Gary Hunt. Este último mantém a liderança do ranking do Red Bull Cliff Diving World Series 2017, com uma escassa vantagem sobre Duque.

Os resultados também foram inesperados nos femininos, com a mexicana Adriana Jimenez a conquistar a primeira vitória da sua carreira no circuito mundial: “Estou sem palavras e muito grata por aquilo que alcancei aqui hoje. Ainda estou a recuperar de uma lesão que contrai na última etapa, não esperava ir tão longe”. O pódio ficou completo com a australiana Helena Merten e a alemã Anna Bader. Já no que respeita às contas do título, a australiana Rhiannan Iffland mantém-se no comando.

Marta Guerreiro, Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo do Governo dos Açores, confirmou no encerramento da etapa a continuidade da competição por terras açorianas em 2018.

 

A ação das finais foi transmitida em direto na Red Bull TV, podendo agora ser revista AQUI

 

Créditos das imagens: DT_Dean Treml/Red Bull Content Pool

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close