Em Destaque Sociedade

1º edição da World Disco Soup Day em Portugal foi um sucesso

Iniciativa mundial de combate ao desperdício alimentar dinamizada pelo IPAM e Slow Food
Versão para impressão

 A primeira edição da World Disco Soup Day em Portugal foi realizada com sucesso, registando uma adesão muito positiva. A iniciativa, dinamizada pelo IPAM, através do IPAM Base, do Slow Food Porto e da Rede Global de Jovens do Slow Food, teve lugar no passado sábado, dia 28 de abril, em Arcos de Valdevez e em Arouca.

“Estamos muito contentes com o envolvimento de todos e os números são significativos. Só no sábado foram processados 70 kg de alimentos e servidas 190 refeições” revela Rui Rosa Dias, professor do IPAM e presidente do Slow Food Porto.

Munidos dos seus próprios pratos e talheres, os participantes inscritos degustaram várias sopas e uma refeição preparadas com produtos prestes a chegar ao final da validade e do Ark of Taste – catálogo de produtos alimentares em risco de desaparecer e que fazem parte do património cultural e eco gastronómico -.

Nas refeições servidas foram privilegiados os produtos produzidos e criados localmente, característicos da região, nomeadamente a sopa de feijão, produzida com feijão terrestre (Ark of Taste) e couves de agricultores locais, assim como creme de cenoura e broa de milho (Ark of Taste), cozida em forno a lenha. Os participantes puderam ainda saborear a excelente carne da raça Cachena e as laranjas do Ermelo (Ark of Taste), assim como apreciar, no caso de Arouca, a exposição de produtos locais e a recuperação da tradição “Há Caldo no Museu”, contactando com os próprios produtores e alguns restaurantes aderentes ao projeto GeoFood.

Assinalado em mais 160 países, do Uganda ao Japão, do Brasil à Holanda, com o propósito de sensibilizar a população em geral para o desperdício alimentar -, o World Disco Soup Day foi dinamizado pelos dois núcleos Slow Food em Portugal – Arcos de Valdevez e Arouca -, com várias iniciativas como, preparar ingredientes, cozinhar, comer e dançar. Ao longo de todo o dia, o Slow Food Porto – Portugal, que nasceu no seio do IPAM, desafiou a população a descobrir uma maneira divertida para economizar comida, convidando ainda à reflexão sobre a quantidade de alimentos que são desperdiçados.

O impacto da edição mundial ultrapassou as edições anteriores uma vez que todas as iniciativas World Disco Soup Day trabalharam em simultâneo, em todo o mundo, com a finalidade de causar um maior impacto a nível global. Em Portugal, vários chefs associaram-se à iniciativa assim como diversas cadeias de distribuição.

Em 2017, a Slow Food Youth Network (SFYN) organizou o primeiro World Disco Soup Day, reunindo milhares de pessoas num magnífico dia de festa que permitiu economizar grandes quantidades de comida. Em mais de uma centena de World Disco Soup Day, realizados, o ano passado, em 40 países e em 5 continentes, foram transformadas mais de 5 toneladas de alimentos em 25 000 refeições.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close