i9magazine

1ª Edição do EurAfrican Forum 2018: “Construir Parcerias para a Mudança”

Versão para impressão

 

Com o tema “Construir Parcerias para a Mudança”, decorreu no passado dia 10 de Julho de 2018, no Centro de Congressos do Estoril, em Portugal, a 1ª edição do EurAfrican Forum 2018. O evento inaugural contou com a presença de aproximadamente 350 participantes – líderes governamentais de oito países africanos (Angola, Argélia, Benim, Cabo Verde, Egipto, Quénia, Senegal e Tunísia), líderes empresariais, investidores, empreendedores, activistas, influencers, membros da sociedade civil provenientes de vários países Africanos e Europeus.

“Construir parcerias entre a nova geração de actores africanos e europeus é uma das principais ambições da primeira edição do EurAfrican Forum” referiu Filipe de Botton, Presidente da Direcção do Conselho da Diáspora Portuguesa. Um Fórum para dar voz a uma nova geração de jovens empreendedores, promover oportunidades de negócio e criar sinergias. Europa e África estão num ponto de passagem e precisam de seguir em frente juntos para uma confiança mútua. “Temos de ser inteligentes, racionais e lembrarmo-nos que juntos somos muito mais fortes” — disse Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República Portuguesa e Presidente Honorário do Conselho da Diáspora Portuguesa. “Se não houver cumplicidade, se não houver entendimento mútuo, coisas simples podem tornar-se impossíveis”. O Presidente da República sublinhou a urgência de uma nova cooperação entre Europa e África num tempo onde o cenário global está a mudar rapidamente.

Está em curso “luta de longo prazo sobre quem será o centro económico do mundo em 50 anos.” “Por isso é tão importante o diálogo entre Europa e África. Porque, no meio desta disputa, África pode ser esquecida. Porque, no meio desta disputa, Europa e África juntas são muito mais fortes do que cada um dos dois continentes sozinhos”, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República Portuguesa e Presidente Honorário do Conselho da Diáspora Portuguesa.

“Não tenhamos ilusões. É impossível controlar completamente os fluxos migratórios, a solução a longo prazo está no próprio desenvolvimento de África”, referiu José Manuel Durão Barroso, Presidente do EurAfrican Forum e Presidente Não-Executivo do Goldman Sachs. “África vai ser o maior mercado do mundo, o continente que tem maior dinamismo demográfico e o parceiro natural, até por razões demográficas, é a Europa”.

“A aproximação entre Europa e África é incontornável. A Europa é o principal parceiro económico de África e África é depositária de grandes reservas de matérias-primas, algumas delas fundamentais para a indústria europeia, por isso, há aqui uma relação de interdependência”, referiu Manuel Domingos Augusto, Ministro das Relações Exteriores de Angola.

“É preciso consolidar a noção que o facto de Angola e outros países africanos quererem fábricas para transformar os seus produtos não significará menos negócio para os países europeus. Aliás estamos a convidar os países europeus para virem para um mercado quase virgem para investirem e fazerem as fábricas”, sublinhou Manuel Domingos Augusto.

O conteúdo 1ª Edição do EurAfrican Forum 2018: “Construir Parcerias para a Mudança” aparece primeiro em i9 magazine.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close