Ambiente

1500 famílias deitam fora lâmpadas incandescentes

Seia quer ser o primeiro concelho do pais a eliminar as lâmpadas incandescentes. Para isso, Sob o lema "Trocamos lâmpada velha por ideia luminosa" cerca de 1500 famílias trocaram, esta quinta-feira, lâmpadas incandescentes por lâmpadas economizadora
Versão para impressão
Seia quer ser o primeiro concelho do pais a eliminar as lâmpadas incandescentes. Para isso, Sob o lema “Trocamos lâmpada velha por ideia luminosa” cerca de 1500 famílias trocaram, esta quinta-feira, lâmpadas incandescentes por lâmpadas economizadora oferecidas pela autarquia em parceria com a EDP.

A substituição das lâmpadas incandescentes por lâmpadas economizadoras resultou na distribuição de 6 mil lâmpadas, que permitirão poupar cerca de ?17 mil (por ano) na conta da electricidade do concelho e reduzir à volta de 30 tCO2.

“É com muita satisfação que ouvimos os nossos parceiros da EDP afirmar que nunca antes tinham encontrado uma adesão tão grande ao desafio, ao ponto de ao longo do dia se ter chegado a temer esgotar o stock de lâmpadas! Entendo isto como um sinal muito claro por parte da população de que a visão de uma Cidade de Baixo Carbono para Seia é partilhada por todos” afirma Carlos Filipe Camelo, Presidente da Câmara Municipal de Seia (CMS).

Esta foi a primeira de outras acções que ao longo do ano de 2011 irão percorrer o concelho, batendo porta-a-porta, para substituir cerca de 200 mil lâmpadas incandescentes que ainda se estimam existir no concelho.

A substituição destas lâmpadas por lâmpadas economizadoras (que consomem menos 80% de eletricidade) irá permitir reduzir a factura da electricidade das mais de 15 mil casas de Seia em aproximadamente ?750 mil/ano.

Eco2Seia contra as alterações climáticas

Este iniciativa é o pontapé de arraque do programa Eco2Seia, que pretende fomentar comportamentos que permitam combater as alterações climáticas através da redução das emissões de CO2 no concelho.

O Programa Eco2Seia integra-se no Plano Estratégico Seia 2020, apresentado em Outubro do ano passado, envolvendo também a identificação e utilização de produtos locais produzidos com baixas emissões de carbono, o estabelecimento entre a Câmara Municipal e os agentes turísticos de um Pacto Serviços de Baixo Carbono, a promoção da aquisição de eletrodomésticos mais eficientes e a adopção de uma mobilidade sustentável através da aquisição para o concelho de um veículo eléctrico.

Como complemento, e no âmbito da Agenda XX1 local, estão ainda previstas ações de sensibilização dos Senenses e o cálculo da pegada de carbono do concelho.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close