Fitness & Bem-estar

12 resoluções para ser mais feliz em 2015

A felicidade nem sempre está nas nossas mãos mas cabe-nos lutar por ela. Este ano, quando chegarem as 12 badaladas, lembre-se destas resoluções que aqui deixamos e prepare-se para um ano novo mesmo feliz.
Versão para impressão
A felicidade nem sempre está nas nossas mãos mas cabe-nos lutar por ela. Este ano, quando chegarem as 12 badaladas, lembre-se destas resoluções que aqui deixamos e prepare-se para um ano novo (ainda) mais feliz.

1. Faça mais exercício
Não há volta a dar: o exercício é mesmo essencial para o nosso bem-estar. Além de melhorar a nossa preparação física, evitando problemas de saúde, o exercício liberta endorfinas e está provado que ajuda a combater estados depressivos. Se não gosta de se mexer mentalize-se que isso vai ter de mudar. Inscreva-se num ginásio, deixe o carro à porta de casa, faça caminhadas. Qualquer forma de exercício compensa e não tem de ser um fanático do ginásio para usufruir destes benefícios. Clique AQUI e AQUI para saber mais sobre a importância que o exercício físico tem nas nossas vidas.
 
2. Durma mais e melhor
Dormir bem é fundamental para equilibrar o corpo e a mente. Diversos estudos comprovam que uma boa noite de sono ajuda o cérebro a livrar-se do lixo emocional acumulado durante o dia. Se tem problemas em dormir, aposte no conforto do seu quarto, em horários de sono regulares ou peça na sua farmácia ou junto do seu medico conselhos para melhorar as suas noites de descanso.

3. Passe mais tempo com as pessoas que ama…
E fuja das pessoas que lhe fazem mal. As relações sociais são um componente fundamental para o nosso bem-estar. George Vaillant, investigador da Universidade de Harvard que dirigiu um importante estudo sobre felicidade, não hesita em afirmar que ter “relações fortes e saudáveis é a única coisa que importa na vida”. Mesmo para os mais tímidos aqui fica o desafio: combine idas ao cinema, concertos, jantares ou um simples café ao fim do dia. Por outro lado. Fuja a sete pés das pessoas que o magoam. Mesmo que lhe custe, vai ver que compensa (e muito) além de criar espaço para que pessoas novas surjam na sua vida.

4. Saia de casa
Só o facto de andarmos na rua (sobretudo na natureza) faz a nossa felicidade disparar. Um estudo da Universidade de Sussex (Reino Unido) provou que os níveis de felicidade dos participantes da investigação aumentaram sempre que estavam junto ao mar, na montanha, num bosque ou em ambientes rurais. Se puder, aproveite o passeio ao ar livre (pode mesmo ser no jardim da sua cidade) para estar com amigos e fazer o seu exercício diário. Assim mata três coelhos de uma “cajadada só”.
  
5. Aprenda com os erros

Já todos sabemos que “herrar” é humano. E não ter medo de errar é importante para irmos mais longe e arriscarmos. Mas nessa viagem pelo erro é fundamental tirar lições e aprender. Atenção: errar sistematicamente e nas mesmas áreas é contraindicado (significa que a lição não está a ser aprendida). Por outro lado, nunca errar pode significar que a pessoa não arrisca o suficiente (e passa ao lado do melhor que podia ter).

6. Seja resiliente
A propósito do ponto anterior, uma das características que torna as pessoas mais felizes é a sua resiliência (capacidade de voltar a tentar). Falhou no amor? Tente outra vez! Perdeu o emprego? Vá novamente à luta. Deixou de ir ao ginásio? Volte a inscrever-se. Qualquer altura é uma boa altura para mudar.

7. Seja altruísta
Guardar todo o dinheiro e tempo do mundo para si próprio pode parecer uma boa estratégia para algumas pessoas mas não compensa. Está provado que quem ajuda o próximo está a ajudar-se a si próprio a ser mais feliz. Um estudo recente da Universidade de Harvard demonstrou que dar algo aos outros nos faz mais felizes do que receber (quer se trate de um presente de alguém, quer de nós próprios).
 
8. Sorria
Rir, ou melhor, sorrir, pode ser o melhor remédio. Claro que um sorriso espontâneo é mais recompensador mas fazer um esforço para sorrir, pensando ao mesmo tempo em coisas positivas, ajuda mesmo as pessoas a sentirem-se mais felizes. Um estudo da universidade de Michigan (EUA) provou isso mesmo.

9. Faça meditação
Ou outro exercício meditativo, como o yoga ou exercícios de respiração profunda. Estas atividades ajudam a combater o stress e aumentam a capacidade de concentração. Um estudo da John Hopkins University demostrou que meia hora diária de meditação pode ajudar a aliviar os sintomas da ansiedade e da depressão de forma tão eficaz quanto os antidepressivos comuns
 
10. Alimente a sua fogueira!
Defina objetivos e faça as coisas que mais quer mas reduza a sua lista de tarefas ao mínimo para que possa riscar todas as tarefas e sentir-se bem consigo próprio. Depois, aos poucos e com mais confiança, poderá tornar-se mais ambicioso. Mas partir logo com demasiados objetivos e pouco realistas poderá conduzir a um falhanço sistemático que dá azo a frustrações.

11. Faça-se à vida.
Saia do sofá. Pinte um quadro. Escreva um livro ou simplesmente leia vários livros. Vá acampar. Viaje. Dentro daquilo que mais gosta, encontre coisas para fazer e faça-as. As pessoas que desfrutam da vida ao longo dos anos mantêm por mais tempo o seu bem-estar físico e psicológico, dizem os especialistas
 
12. Perdoe-se a si próprio (e aos outros)
Lembra-se do Scrooge? O velho jarreta do romance de Charles Dickens que encontra a redenção na noite de Natal? Todos temos direito a uma segunda, terceira ou quarta oportunidade. Se errou na sua vida, reconheça os seus erros e prepare-se para corrigi-los. Perdoe-se assim a si (e aproveite para perdoar os que o magoaram – embora não seja preciso manter essas pessoas na sua vida) porque o perdão, está provado, traz consigo momentos de felicidade.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close