Sem categoria

10 mil euros para investigador português estudar dor neuropática

Versão para impressão

De acordo com Fernando Mar, o investigador premiado: “Este trabalho irá permitir identificar que alterações existem na estrutura do segmento inicial do axónio e se estas têm repercussão na atividade neuronal”, explicou. O objetivo é “compreender de que forma a regulação do segmento inicial do axónio pode ser usada para o tratamento de situações de dor crónica”.

A dor neuropática deve-se a uma disfunção da atividade neuronal e o segmento inicial do axónio é extremamente importante para o controlo da atividade neuronal.

A equipa deste projeto inclui, também, os investigadores Ana Nascimento, Liliana Luz, Mónica Sousa, Boris Safronov, Francisco Figueiredo e Gabriel Martins.

A Bolsa para Jovens Investigadores em Dor é uma iniciativa da Fundação Grünenthal. O projeto foi apreciado por um júri que avaliou a originalidade da pergunta de investigação, incluindo a importância e possíveis repercussões científicas e sociais, bem como a qualidade do plano de investigação.

Para obter mais informações clique aqui.

O conteúdo 10 mil euros para investigador português estudar dor neuropática aparece primeiro em i9 magazine.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close