Cultura

10 edifícios portugueses finalistas de prémio mundial

Dez edifícios portugueses concorrem para o prémio "Edifício do Ano 2011", promovido pela ArchDaily, o site de arquitetura mais visitado do mundo. Estes edifícios, assinados por arquitetos portugueses, estão entre 70 finalistas de todo o mundo.
Versão para impressão
Dez edifícios portugueses concorrem para o prémio “Edifício do Ano 2011”, promovido pela ArchDaily, o site de arquitetura mais visitado do mundo. A Lusa anunciou ontem que estes edifícios assinados por arquitetos portugueses estão entre 70 finalistas de todo o mundo.

Ao todo são 10 projetos portugueses selcionados entre 30.000 nomeados e que estão agora a votos até 6 de Março, indica o site da ArchDaily. A votação é feita via online.

A Casa das Histórias da Paula Rego, de Eduardo Souto Moura, o Museu do Design e da Moda e do Design, do atelier liderado por Ricardo Carvalho e Joana Vilhena, e o Museu da Vila Velha, do atelier Belém Lima Arquiteto são os edifícios portugueses que concorrem na categoria “Museus e Bibliotecas”.

Já o arquiteto Manuel Aires Mateus com a Casa de Leiria e o atelier MIMA Architects com a MIMA HOUSE foram selecionados na área “Casas”.

A decoração da sede da Associação Fraunhofer (Porto) fez do atelier Pedro Silva Architects finalista na categoria “Interiores”.

A Capela Árvore da Vida (Braga) assinada pelo atelier Cerejeira Fontes Arquitetos encontra-se em votação na área da religião.

Da categoria “Espaço Público”, faz parte o arquiteto João Luís Carrilho com a ponte pedonal da Covilhã.

Por fim, a piscina municipal de Povoação (ilha de São Miguel, Açores) dos arquitetos José António Barbosa e Pedro Lopes Guimarães é finalista na categoria de “Desporto”.

O projeto vencedor será premiado com uma impressora HP Designjet T2300 eMFP. No entanto, os prémios estendem-se às pessoas que deixem o seu voto no site da ArchDaily. Serão selecionadas dois eleitores que receberão um iPad cada um.

Já em 2010, três dos sete edifícios finalistas eram portugueses: o edifício da Vodafone no Porto, o bar temporário que representou a Faculdade de Arquitetura portuense na Queima das Fitas e a Closet House, de Matosinhos.

Clique AQUI para saber mais informações do prémio e/ou votar no seu edifício preferido.

[Notícia sugerida por Patrícia Guedes]

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close