Fitness & Bem-estar

ZMAR: A vitória da aposta no turismo ecológico

NULL
Versão para impressão
Luxo e natureza não são conceitos opostos. Prova disso é o ecoresort Zmar, localizado na Zambujeira, Costa Vicentina, onde a palavra de ordem é aliar o conforto à natureza. Foi um investimento arriscado, no valor de 25 milhões de euros, mas a aposta está ganha: em dois anos passaram por lá cerca de 140 mil hóspedes e, só em 2011, o ZMAR já recebeu cinco prémios.

Naquele que é o primeiro parque de campismo ecológico de Portugal e um dos maiores na Europa, pequenas casas de madeira fundem-se com as flores silvestres da paisagem alentejana, enquanto no seu interior o design se cinge ao essencial e a decoração aos tons neutros.

No Zmar, os alojamentos foram construídos de forma sustentável, utilizando madeiras provenientes de florestas certificadas, estando todos eles equipados com painéis solares térmicos, que permitem aquecer a água.

Orientados de modo a que o ar circule livremente – para fugir à necessidade de usar o ar condicionado – estes challets gozam de sombra natural no verão e do sol necessário para aquecer os dias mais frios, no inverno.

Image and video hosting by TinyPic

“O exemplo é a única forma de influenciar alguém”

Francesca De Mello Breyner, responsável pela comunicação do Zmar, explica ao Boas Notícias que “a ideia foi construir um espaço turístico-hoteleiro inovador e pioneiro, que fosse de alta qualidade mas acessível a todos e com o menor impacto ambiental possível”, porque “o planeta não aguenta mais terras impermeabilizadas e construções em alvenaria”.

As preocupações ambientais são bem visíveis neste espaço onde há 100 ecopontos, uma ETAR, uma central de transferência onde o lixo é tratado, e onde o mobiliário exterior é feito totalmente a partir de plástico reciclado. Há ainda o compromisso de ir plantando, aproximadamente, 5.000 exemplares de flora autóctone, como oliveiras, sobreiros, medronheiros, entre outros.

Entre o hotel de 5 estrelas e o campismo

Em termos de atividades, Francesca garante que o Zmar “tem tudo o que um hotel de 5 estrelas deve ter”, incluindo um spa, “mas muito mais do que um campista tradicional alguma vez viu”. Em cerca de 80 hectares de parque natural há espaço para campo de futebol, basquete, matraquilhos humanos, ginásio, percursos pedestres de manutenção, percursos de BTT, entre outras atividades.

De entre estes serviços gratuitos, a piscina interior com ondas é talvez a aposta mais original, mas há também uma piscina exterior de 100 metros e outra pensada especialmente para crianças. Para os mais novos, o Zmar dispõe também de um parque de diversões e oferece, na casa kidz, workshops e ateliers.

Do menu do Restaurante fazem parte pizzas, pastas e grelhados confecionados com produtos provenientes dos fornecedores locais, numa tentativa de “os apoiar e reduzir a quantidade de combustível que se consome no transporte”.

Segundo Francesca, este espaço inovador encontra nas famílias o “principal mercado”, no entanto o Zmar “é para todos”. Os chalés e zvillas, com dois quartos, são ideais para famílias ou grupos até 5 pessoas, e alguns estão adaptados para pessoas de mobilidade reduzida. Há ainda os zmóvel (pensados para casais) e os alvéolos onde os verdadeiros campistas podem instalar as suas tendas e caravanas e desfrutar das estreladas noites alentejanas.

Os preços variam, consoante a época, mas estão entre os €20 e €50 por pessoa, nos alvéolos, €100 e €220 nas Zvillas, €60 e €150 nos chalés, €30 e €85 no Zmóvel.

Clique AQUI para aceder ao site oficial do ZMAR.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório