Sociedade

Zero Desperdício já reaproveitou 3 milhões de refeições

No mês em que celebra quatro anos de existência, o Movimento Zero Desperdício revela que já conseguiu salvar do lixo 2.7 milhões de refeições, num valor superior a 6 milhões e 800 mil de euros.
Versão para impressão
No mês em que celebra quatro anos de existência, o movimento Zero Desperdício revela que já conseguiu salvar do lixo 2.7 milhões de refeições, num valor superior a 6 milhões e 800 mil de euros.
 
É um dos casos em que o sonho se torna realidade. Quando, em 2010, o piloto António Costa Pereira lançou uma petição contra a lei que impedia o reaproveitamento de refeições, talvez não imaginasse que, em 2016, o movimento Zero Desperdício, nascido em 2012, já teria servido mais de 2.700.000 refeições a cerca de 5.400 portugueses.
 
O movimento conta já com mais de 200 voluntários que fazem parte das dezenas de instituições parceiras do Zero Desperdício, movimento que conta com cada vez mais restaurantes e cantinas aderentes, entre eles o refeitório da Assembleia da República.
Segundo os dados avançados pelo movimento da associação DariAcordar, o número de refeições recuperadas nestes quatro anos equivale a mais de 6 milhões e 800 mil euros, sendo que este reaproveitamento evitou que mais de 5.600 toneladas de CO2 fossem lançadas na atmosfera.

Manual de boas práticas do reaproveitamento alimentar
 

Foi graças à pressão da associação Dariacordar que Portugal deu um passo fundamental para combater este desperdício: a ASAE e a ALICONTROL (uma empresa de Segurança Alimentar) fizeram uma “reinterpretação da lei e criaram uma lista 'procedimentos e boas práticas' para garantir que estas refeições são transportadas de forma segura”, explicou o presidente da associação numa entrevista concedida, em 2012, ao Boas Notícias.

No balanço dos quatro anos de atividade, o movimento salienta ainda a coleção de quatro livros para os mais novos, que já fazem parte do Plano Nacional de Leitura, e que “pretendem contribuir para uma sociedade mais sustentável e com mais bom-senso”.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório