Cultura

XVII festival Caminhos do Cinema Português

A cidade de Coimbra acolhe a partir do próximo domingo o XVII festival Caminhos do Cinema Português com cerca de 60 longas e curtas-metragens, documentários e animações que integram a selecção deste festival.

Versão para impressão
A cidade de Coimbra acolhe a partir do próximo domingo o XVII festival Caminhos do Cinema Português com cerca de 60 longas e curtas-metragens, documentários e animações que integram a selecção deste festival.

A longa-metragem “Embargo”, de António Ferreira, e a curta-metragem “Aguarde, por Favor!”, de Tiago Cravidão, serão exibidas no Teatro Académico de Gil Vicente na sessão de abertura do evento.

Em competição estão oito longas-metragens, 25 curtas-metragens, 16 documentários e igual número de filmes de animação, disse Vítor Ferreira à agência Lusa, adiantando que a organização recebeu mais de 170 pedidos para a seleção das obras a concurso no festival, um número recorde.

Entre as longas-metragens a concurso figuram ainda “Como Desenhar um Círculo Perfeito”, de Marco Martins, “Duas Mulheres”, de João Mário Grilo, “Efeitos Secundários”, de Paulo Rebelo, e “Marginais”, de Hugo Diogo.

“O Último Voo do Flamingo”, de João Ribeiro, e “Um Funeral à Chuva”, de Telmo Martins, são outras das obras em competição.
Nas curtas-metragens selecionadas figuram, entre outras, “O Espelho Lento”, de Solveig Nordlund, “Um Dia Frio”, de Cláudia Varejão e “Hepicat”, de Nuno Portugal e, nos documentários, surgem “Pare, Escute, Olhe”, realizado por Jorge Pelicano, “Futebol de Causas” (Ricardo Antunes Martins), e “Mãe Fátima” (Christine Reeh).

“A Única Vez”, de Nuno Amorim, e “Algo Importante”, de João Fazenda, integram as animações selecionadas.

Fora da competição serão projetados ainda “Respirar debaixo d´Água”, de António Ferreira, numa sessão musicada pela banda de Coimbra Jigsaw, seis longas-metragens da cinematografia turca, 25 filmes na secção “Ensaios Visuais” e ainda nove obras na rubrica “Caminhos Juniores”.

Organizado pelo Centro de Estudos Cinematográficos da Associação Académica de Coimbra (AAC) em parceria com a Associação de Artes Cinematográficas de Coimbra, o festival não teve, este ano, o apoio do Instituto do Cinema e do Audiovisual.

Saiba aqui o programa completo.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório