Em Destaque Sociedade

“Vozes Refugiadas”

Projeto "Vozes Refugiadas" pretende ouvir mulheres e raparigas refugiadas em Portugal
Versão para impressão
por redação

Promovido pela Associação Mulheres sem Fronteiras, o projeto “Vozes Refugiadas” promove, na terça-feira 21 de novembro, a sua primeira iniciativa, o debate internacional “Vozes Refugiadas – Quebrando Barreiras”, em parceria com a Fundação Friedrich Ebert, no Goethe-Institut, em Lisboa.

O debate internacional “Vozes Refugiadas – Quebrando Barreiras” conta com a participação de mulheres refugiadas que partilharão as suas experiências, investigadoras na área das migrações e associações que desenvolvem projetos com e para mulheres, raparigas e meninas refugiadas:

– Herro Mustafa – Ministra Conselheira da Embaixada dos EUA em Lisboa

– Iman Bugaighis – Académica e Ativista pelos Direitos Humanos líbia

– Emellin de Oliveira – Advogada/Investigadora

– Soraya Moket – Associação DaMigra, Berlim

– Francisca Gorjão Henriques – Associação Pão a Pão

Apesar da urgência de respostas às discriminações e às múltiplas violências a que são sujeitas as mulheres, raparigas e meninas refugiadas, a sua condição mantém-se. Um ano após a conferência internacional “Mulheres Refugiadas, em Trânsito entre Discriminações Múltiplas”, a Associação Mulheres sem Fronteiras pretende dar mais um passo.

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub