Saúde

Voluntários são “armas terapêuticas” para doentes

A ministra da Saúde Ana Jorge afirmou, esta sexta feira, no III Encontro Nacional de Voluntários da Liga de Amigos do Hospital Garcia da Horta, que o trabalho dos voluntários é essencial para colmatar as falhas nos afetos e são uma importante arma te
Versão para impressão
A ministra da Saúde Ana Jorge afirmou, esta sexta feira, no III Encontro Nacional de Voluntários da Liga de Amigos do Hospital Garcia da Horta, que o trabalho dos voluntários é essencial para colmatar as falhas nos afetos e são uma importante arma terapêutica para os doentes.

“Os voluntários não são profissionais de saúde, mas são peças muito importantes no sector porque permitem a intervenção dos outros e oferecem disponibilidade”, explicou a ministra citada pelo Jornal de Notícias.

“O voluntário é invisível, é alguém por quem não se dá, mas de quem se sente muito a falta quando não está. O seu trabalho passa muito por saber ouvir, por saber escutar, saber estar”, afirmou Ana Jorge.

Para a ministra da Saúde, esta é uma área de intervenção social e cívica onde Portugal fez avanços, mas onde tem que fazer muitos mais, sobretudo no que toca à organização e coordenação.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório