Negócios e Empreendorismo

Vinhos: Especialista brasileiro recruta produtores lusos

O jornalista de gastronomia e vinhos brasileiro Luiz Horta esteve uma semana em Portugal a selecionar um conjunto de 20 produtores nacionais que terá oportunidade de participar na primeira edição do Find Importer Day, em São Paulo, no Brasil.
Versão para impressão
O jornalista de gastronomia e vinhos brasileiro Luiz Horta esteve uma semana em Portugal a selecionar um conjunto de 20 produtores nacionais que terá oportunidade de participar na primeira edição do Find Importer Day, em São Paulo, no Brasil. 
 
O evento decorre a 18 de Março e visa ir ao encontro das necessidades dos produtores, colmatando algumas das dificuldades sentidas pelos mesmos neste mercado. Em comunicado enviado ao Boas Notícias, a ViniPortugal – associação que tem como missão promover a imagem de Portugal, enquanto produtor de vinhos por excelência – refere que o Brasil é um mercado prioritário para os vinhos portugueses. 
 
Depois de provar mais de 250 vinhos portugueses, Luiz Horta conta que os mesmos têm “algo inestimável no mundo”, como, por exemplo, “castas autóctones em profusão, tradição na elaboração e riqueza de estilos”.
 
Segundo o especialista, na América do Sul, há bons vinhos, graças ao “aperfeiçoamento de uma casta como a Malbec, na Argentina, e a Tannat, no Uruguai”. No entanto, em Portugal, “a variedade não se atinge em poucos anos, mas sim em décadas e nada consegue superar a pluralidade dos vinhos portugueses”. 
 
“Portugal soube inovar sem perder o vínculo com o passado”, acrescenta. “O horizonte é mais que amplo, com grandes vinhos para todos qualquer ocasião. Não há dúvidas de que, no panorama vinícola, Portugal só encontra paralelos em França e Itália, oferecendo ainda melhores valores”.
 
Sobre o país e os terrenos onde são feitas aquelas que considera algumas das melhores produções do mundo, Luiz Horta diz que “há muitas uvas pouco conhecidas e todo um mundo compactado num pequeno espaço. Portugal vinícola é um espanto, um tesouro do mundo”.
 
Na sua opinião, o mercado brasileiro é “pouco atrevido” e precisa de “arriscar e provar um branco do Douro com bacalhau ou um tinto sem madeira do Alentejo com pizza”.
 
Luiz Horta é jornalista de gastronomia e vinhos, tendo colaborado com as revistas 'Gula', 'Wine Style' e o jornal 'Folha'. É colunista do caderno 'Paladar', do jornal 'O Estado de S. Paulo', desde que foi criado, há 8 anos. Todas as semanas, assina uma página sobre vinhos e bebidas espirituosas, colaborando ainda como colunista titular de vinhos do jornal.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub