Negócios e Empreendorismo

Vinho tinto português ganha concurso mundial

O vinho português Poliphonia Signature, produzido no Alentejo pelo gestor e empresário Henrique Granadeiro, foi eleito o melhor tinto do Concurso Mundial de Bruxelas de 2012.
Versão para impressão
O vinho português Poliphonia Signature, produzido no Alentejo pelo gestor e empresário Henrique Granadeiro, foi eleito o melhor tinto do Concurso Mundial de Bruxelas de 2012 de acordo com um anúncio oficial feito pela organização esta segunda-feira.
 
“É um vinho elaborado com base na casta Alicante Bouschet, fermentado em lagares de mármore e que estagiou cerca de 15 meses em barricas de carvalho francês”, explicou à agência Lusa o enólogo responsável pelo Poliphonia Signature, Pedro Baptista.
 
O Poliphonia Signature tem a sua origem em três propriedades de Henrique Granadeiro no distrito de Évora, duas em Reguengos de Monsaraz e a outra em S. Mansos, que totalizam aproximadamente 100 hectares de vinha. A adega situa-se no Monte dos Perdigões, em Reguengos.
 
O vinho premiado é o topo de gama da Granadeiro Vinhos e a colheita de 2008 foi a segunda a ser lançada desta marca. Segundo o responsável, o vinho foi engarrafado há cerca de dois anos, possui “bastante estrutura e bastante concentração e evolui muito bem em garrafa”.
 
“O prémio deixou-nos muito satisfeitos. É sem dúvida o maior prémio que este vinho já teve”, salientou Pedro Baptista.
 
Além do Poliphonia Signature, dez outros vinhos portugueses, todos tintos, foram agraciados com a grande medalha de ouro do certame, que este ano teve lugar em Guimarães. Seis desses vinhos são alentejanos e os restantes são produzidos na região do Tejo.

Portugal com 297 medalhas
 

No total foram atribuídas 2435 medalhas. A França manteve a sua posição de líder com 670 medalhas, seguida da Espanha, que recebeu 461 medalhas, de Portugal (297 medalhas), Itália (257), Chile (160), África do Sul (98), Suíça (65) e Austrália (57).
 
De acordo com a organização, citada pela Lusa, Portugal, país que pela segunda vez acolheu o concurso, “progrediu tanto em volume como na qualidade dos vinhos apresentados”. Este ano foram quase mil os vinhos lusos a concurso, o que corresponde a um crescimento de cerca de 44% face à edição anterior.

[Notícia sugerida por Sofia Baptista e Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub