Negócios e Empreendorismo

Vinho português em destaque na imprensa estrangeira

NULL
Versão para impressão

Os jornais The Guardian e Irish Times dão, este fim de semana, destaque aos vinhos portugueses. O jornal irlandês dedica uma extensa reportagem à produção vinícola portuguesa, enquanto o jornal britânico destaca uma das novas marcas do Alentejo.

Num artigo publicado este sábado, o jornalista John Wilson entrevista dois dos grandes importadores de vinho português na Irlanda, sublinhando a forte implementação que o vinho nacional tem registado naquele país nos últimos 10 anos.

Ben Mason é um dos importadores citados no artigo. Este irlandês – que distribui cerca de 80 vinhos portugueses na Irlanda – garante que “conheceu um novo mundo” quando, no ano 2000, fez uma viagem vinícola a Portugal. Desde aí, Manson tem-se dedicado a promover e vender o vinho luso no país.

Kevin O’Hara passou por uma história semelhante. Depois de ter encerrado o seu negócio na área da indústria têxtil, este irlandês decidiu apostar na importação dos vinhos portugueses, dos quais se tornou fã a partir do momento em que começou a fazer férias em Portugal.

Ben Mason e Kevin O’Hara afirmam que, nos últimos 10 anos, os vinhos portugueses deixaram de ser um produto marginal, cuja presença estava representada de forma insignificante nos cardápios irlandeses (quando não estava mesmo ausente), para se tornarem uma marca incontornável.

“Agora, os restaurantes procuram-nos [aos vinhos portugueses] ativamente; há uma portugalidade única, uma riqueza frutada e um estilo individual que os destaca dos demais”, garante Mason.

Quanto às melhores regiões vinícolas, os dois importadores concordam que o melhor vinho é produzido no Douro mas sublinham que o Alentejo é a região “mais excitante” com os seus vinhos jovens e frutados.

No entanto, ambos os retalhistas apelam aos produtores portugueses que mantenham a preferência pelas castas indígenas sem se renderem às internacionais, para não correrem o risco de perder qualidade.

No final do artigo, o jornalista deixa a sugestão de quatro vinhos portugueses que considera incontornáveis: Prova Régia 2010, Pegos Claros 2007, Sá de Baixo 2008 e Niepoort Vertente 2008.

“Estranho nome, óptimo vinho”

Também o jornal britânico The Observer (versão de domingo do The Guardian) dedica esta semana um pequeno artigo a um vinho português: o .Com Branco, produzido em Estremoz, Alentejo.

No texto, o especialista David Williams salienta que apesar do nome se “esforçar demasiado” para soar moderno, o vinho não precisa de qualquer esforço para impor a sua qualidade. “Do caloroso Alentejo (…) chega este vinho cheio de sabor, rico e frutado (…) com força suficiente para acompanhar uma galinha assada em manteiga”.

Clique AQUI para aceder ao artigo do Irish Times e AQUI para visitar o artigo do The Guardian.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório