Saúde

Vinho à refeição ajuda a reduzir infeções alimentares

A ingestão de vinho durante as refeições ajuda a reduzir o risco de infeções causadas por alimentos contaminados. A conclusão é da Escola Superior de Biotecnologia (ESB) da Católica Porto.
Versão para impressão
A ingestão de vinho durante as refeições ajuda a reduzir o risco de infeções causadas por alimentos contaminados. A conclusão é da Escola Superior de Biotecnologia (ESB) da Católica Porto, que tem vindo a realizar vários estudos cujos resultados comprovam que a “sobrevivência” dos agentes infeciosos é afetada pela ação da bebida.
 
Em comunicado enviado ao Boas Notícias, a ESB explica que este efeito protetor deverá dever-se às propriedades antimicrobianas presentes no vinho. Portanto, pressupõe-se que a ingestão moderada deste néctar durante as refeições possa contribuir para a diminuição do número de bactérias patogénicas presentes em alimentos contaminados.
 
Na sequência das observações efetuadas, a ESB tem vindo a avaliar o efeito do vinho em alimentos contaminados com recurso a experiências realizadas “in vitro”. Esta avaliação tem evidenciado que a presença de vinho, a par da ação do suco gástrico, contribui para uma inativação celular significativa, reduzindo o número de células viáveis das bactérias.
 
Os investigadores alertam, no entanto, que este efeito depende também das caraterísticas dos elementos ingeridos, consoante estes ofereçam maior ou menor proteção microbiana. Além disso, acrescentam, ainda não estão totalmente esclarecidos os mecanismos que explicam a capacidade antimicrobiana do vinho. 
 
Porém, segundo a ESB, outros trabalhos mostram que esta resulta de vários componentes diferentes, que atuam de forma sinergética.
 

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório