Ambiente

Vídeo: Elefante bebé preso na lama salvo por escavadora

Um fotógrafo de vida selvagem registou imagens "emocionantes" do salvamento de um elefante bebé preso numa poça de lama na região de Makindu, no sul do Quénia.
Versão para impressão
Um fotógrafo de vida selvagem registou imagens “emocionantes” do salvamento de um elefante bebé preso numa poça de lama na região de Makindu, no sul do Quénia. O resgate foi possível graças à intervenção de uma companhia de construção chinesa, que cedeu uma das suas escavadoras para libertar o animal.
 
“Foi uma cena muito tocante”, descreveu Jeremy Goss, fotógrafo de 30 anos que fez o vídeo do salvamento, na sua página no Facebook. O salvamento aconteceu o mês passado, depois de mais de uma centena de agricultores locais se ter deparado com o animal, que estava, visivelmente, em grandes dificuldades.
 
“Este elefante tinha caído num território muito hostil, porque aquela comunidade encara a espécie como uma praga que não faz mais do que destruir as suas colheitas”, explicou Goss, contando que a população “queria matá-lo e comê-lo”, o que só não aconteceu em virtude da atuação rápida da organização queniana para proteção da vida selvagem, que “dispersou a multidão louca” ali presente.
 
“Por sorte, havia uma empresa de construção chinesa a construir uma estrada ali perto, que cedeu, gentilmente, uma das suas escavadoras para libertar o elefante”, recordou o fotógrafo, explicando que o animal terá estado preso durante mais de 12 horas perto do Parque Nacional de Chyulu Hills. 
 
Apesar do 'stress' desencadeado pelo episódio, o final acabou por ser feliz: com a ajuda da escavadora, o salvamento foi bem-sucedido e “o elefante seguiu em direção ao horizonte, cansado mas forte”, congratulou-se Jeremy Goss. 
 

Clique AQUI para ver o vídeo do salvamento do animal.
 
Notícia sugerida por André Luís

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório