Mundo

Vídeo: Cão perdido reencontra donos após 17 meses

Um cão desaparecido nos EUA após a passagem do furacão Sandy, em Novembro de 2012, reencontrou-se, a semana passada, com os seus donos depois de uma ausência de 17 meses.
Versão para impressão
Um cão desaparecido nos EUA após a passagem do furacão Sandy, em Novembro de 2012, reencontrou-se, a semana passada, com os seus donos, depois de uma ausência de 17 meses. Inicialmente, a família achou que se tratava de uma partida do Dia das Mentiras, mas o reaparecimento de Wesley acabou por ser confirmado e por se tornar a melhor notícia que todos podiam receber.
 
De acordo com o departamento de polícia da região norte-americana de West Windsor, um dos agentes, Brodowski, deslocou-se, na manhã do Dia 1 de Abril, à área de Manor Ridge e Sontelea em sequência de ter recebido um alerta telefónico de que havia um animal perdido na zona em questão. 
 
Ao chegar, Brodowski deparou-se com um labrador “muito grande e muito amigável” que, sem hesitações, saltou para o banco traseiro do carro de patrulha e mostrou estar “mais do que disposto” a dar um passeio, pode ler-se na página oficial do departamento no Facebook. 
 
Através do microchip, o cão, Wesley, foi identificado e a polícia apressou-se em obter as informações necessárias relativas aos donos, Myra e Miguel Cruz, e a contactá-los para tornar possível o tão ansiado reencontro.
 
“A senhora pensou que a chamada telefónica era uma partida do Dia das Mentiras, já que o o seu cão estava desaparecido desde Novembro de 2012”, explica a polícia. “Assegurámos-lhe que não era uma brincadeira e toda a família Cruz viajou, imediatamente, de Hillsborough [onde vivem e de onde o animal desapareceu] para a esquadra de West Windsor”. 
 
Foi na esquadra que Miguel e Myra, na companhia do filho, autista e o melhor amigo do cão, se reencontraram, em ambiente de grande alegria, com o membro canino da família, Wesley. “O Wesley estava claramente muito feliz por voltar a estar com os seus familiares”, garantiu o departamento, que partilhou o vídeo do reencontro. 
 
Em declarações à CBS Local, Miguel Cruz confessou que, apesar de saber que era improvável ter notícias sobre o paradeiro de Wesley, a família nunca perdeu a esperança. “Pensávamos que ele podia ter morrido, mas também considerávamos a hipótese de estar vivo em qualquer lugar e com alguém a tratar dele”, admitiu. 
 
A polícia diz não saber onde o animal terá estado ao longo de quase um ano e meio, mas tudo o que importa aos donos é, agora, conforme Miguel Cruz garantiu à imprensa regional, o facto de Wesley estar de volta e de boa saúde.

Veja abaixo o vídeo do reencontro de Wesley com a família.


 

Notícia sugerida por Maria da Luz

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub