Cultura

Viana: Museu do Traje recebe doação de 750 peças

NULL
Versão para impressão

O Museu do Traje em Viana do Castelo recebeu uma doação de 750 peças de vestuário tipicas da região. A oferta veio por parte da família de Amadeu Costa, um dos etnógrafos e “figuras mais relevantes da vida cultural vianense”.

A doação decorreu em sequência de um acordo entre a autarquia de Viana do Castelo e a família de Amadeu Costa, um dos maiores especialistas na etnografia minhota e defensor das tradições e costumes regionais, informa a Lusa.

“Esta doação é muito importante pela quantidade e, sobretudo, pelo facto de ter trajes pobres, de trabalho, os mais raros. Todos sabemos que a vida no campo era muito difícil, mas faltavam os trajes para mostrar como era, o que tínhamos eram trajes mais ricos”, explicou hoje à Agência Lusa João Alpuim, diretor do museu.

A câmara municipal divulgou em comunicado que a doação inclui algibeiras, aventais, saias, coletes, casacas, camisas, lenços, calçado, meias, toalhas e trajes de homem e mulher, dos quais 53 trajes completos.

Estas peças foram recolhida por Amadeu Costa durante toda a sua vida e vão enriquecer o património do Museu do Traje da cidade. Na cerimónia que formalizou a oferta foi inaugurada a exposição “Amadeu Costa – Traje e Chieira”, que ficará aberta ao público até ao fim do ano.

Esta “colecção demonstra a sensibilidade com que Amadeu Costa viu o traje, e o povo vianense, incluindo trajes ricos, mas também os mais humildes, mais esquecidos, aqueles que chamaram menos a atenção dos coleccionadores: os trajes de trabalho, grosseiros, com pouca decoração, do quotidiano duro, das idas ao monte para cortarem o mato para as camas dos animais, ou das lavradas que duravam dias inteiros”, diz a autarquia.

O Presidente da Câmara, José Maria Costa, agradeceu à família o ato de generosidade, lembrando “Amadeu Costa como uma das figuras mais relevantes da vida cultural vianense”.

Recorde-se que Amadeu Costa lutou durante a sua vida pela criação deste museu e foi o organizador da primeira exposição que ali se realizou, o “Traje Regional”, assim como a segunda exposição que marcou a inauguração do espaço, “Ambientes Ragionais e Trajes”. Por esta razão o Museu atribuiu a uma das suas salas o nome de Galeria Amadeu Costa, informa a autarquia.

[Notícia sugerida por Elsa Martins]  

k

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório